2vg1o28p8h6f2

SE EU TE CONTAR A MINHA HISTÓRIA, NÃO CHORE AMIGO VELHO

POESIA GAÚCHA

 

Se Eu Te Contar a Minha História, Não Chore Amigo Velho

 

 

Amigo velho, prepare a água na cambona

Quero tomar um mate amargo, enquanto eu bebo essa amarga essência

Pois eu vou lhe contar, como foi essa história.

 

 

Eu vou ter que retroceder muitas luas

Ir à busca de meu passado, que muito me atormenta

Onde a morte sentou ao meu lado, bem no momento que eu enfrentava a poeira da estrada.

 

 

Cabisbaixo, com a poeira do tempo em minha boina

Parecendo fazer uma oração bem larga

Esquecendo de minhas vontades, olhei para o horizonte e me deu um frio na espinha.

 

 

O céu cobriu-se de nuvens cinza

Os pássaros sumiram com seus vôos e cantorias

E vivi o mais profundo silêncio, enquanto a morte toca em minhas costas.

 

 

A morte me falava de sua obrigação traiçoeira

Que tinha que levar a minha alma de artista

E eu não agüentei a tamanha tristeza.

 

 

Pensei! Como pode me tirar a minha poesia

Refleti! É minha poesia quem cobre de felicidade a minha vida

E atirei o meu corpo no chão, e pedi mais uns dias.

 

 

Implorei ajoelhado, não leve minha alma campesina

É tudo o que eu tenho senhora das madrugadas frias

Deixe-me assim como estou, e que eu siga recitando os versos em linhas infinitas.

 

 

Não tenho mais lágrimas para derramar

Tudo secou mediante a sua fala, até mesmo a viola chorou sua última melodia

Não querendo mais tocar suas cordas.

 

 

Respirei o ar de minha própria sombra

Calei-me estremecendo as estruturas

De um corpo que não compreende as tais pronúncias.

 

 

A morte me deu um abraço apertado

Disse-me ó nobre poeta gaúcho

Fique com sua alma de artista, levanta-te e recite seus versos.

 

 

Não posso levar a alma de quem tem coração puro

Também não posso me apoderar daquilo que não cabe no túmulo

Pois sua alma de artista é luz e não vive no escuro, e assim a morte se despediu sumindo nas sombras.

 

 

Por isso amigo velho, não chore suas lágrimas emotivas

Sirva-me mais um mate amargo, e senta-te ao meu lado, que eu vou cambiar o rumo dessa prosa

Enquanto a natureza devolve para o céu as nuvens brancas, para que os pássaros possam novamente cantar suas cantorias.

 

 

ESCRITOR POETA GAÚCHO, MARCANTONIO DE OLIVEIRA

Exibições: 18

Comentar

Você precisa ser um membro de revista virtual metamorphosis para adicionar comentários!

Entrar em revista virtual metamorphosis

Últimas atividades


Escritor
Posts no blog por Paolo Lim

GOROROBA

Comida o vento não leva;Quem tem estômago tem pressa.É pela barriga que se chega ao…Ver mais...
14 horas atrás
Nieves Merino Guerra é agora um membro de revista virtual metamorphosis
domingo

Escritor
Posts no blog por Paolo Lim

REFLEXÕES

Nem um vacilo de luz do sol -no quarto escuro sinto-me especial,crio luz,…Ver mais...
4 Jan

Escritor
Posts no blog por Valcirene Bezerra

Recomeço Eu já quase desisti de muitas coisas Até a vida já quase me venceu... Minha determinação me fez prosseguir Eu recomeço quantas vezes forem necessárias Cada minuto é um recomeço... Lady Val15…

Recomeço Eu já quase desisti de muitas coisas Até a vida já quase me venceu... Minha determinação me fez prosseguir Eu recomeço quantas vezes forem necessárias Cada minuto é um recomeço... Lady Val…Ver mais...
2 Jan

Escritor
Zélia Mendonça Chamusca comentou a postagem no blog * - COLO DE MENINA - * de Leinecy Dorneles
"Parabéns pelo original e interessante poema."
1 Jan

Escritor
Posts no blog por Zélia Mendonça Chamusca

Mais um ano que passou

 Mais um ano que passouNa vida de todos nós,De toda a natureza,E de toda a…Ver mais...
1 Jan
Leinecy Dorneles compartilhou o post do blog deles em Facebook
30 Dez, 2017
Leinecy Dorneles marcou como favorita a postagem no blog * - COLO DE MENINA - * de Leinecy Dorneles
30 Dez, 2017
Posts no blog por Leinecy Dorneles

* - COLO DE MENINA - *

* - COLO DE MENINA -*                                     Menina, faceira mulher,…Ver mais...
30 Dez, 2017

Escritor
4 posts do blog de Zélia Mendonça Chamusca foram destacados
30 Dez, 2017
Leinecy Dorneles é agora um membro de revista virtual metamorphosis
30 Dez, 2017

Escritor
Zélia Mendonça Chamusca comentou a postagem no blog Sem título de Zélia Mendonça Chamusca
"Desejo a todos os membros desta cultural  Revista Metamorphosis, bem como à sua criadora, Anna Karenina, um muito FELIZ  ANO NOVO. ZCH"
30 Dez, 2017

Escritor
Posts no blog por Zélia Mendonça Chamusca
30 Dez, 2017
Ícone do perfilAlguém deu um presente para Paolo Lim
21 Dez, 2017

Escritor
Paolo Lim comentou a postagem no blog VENTO de Paolo Lim
"Zélia Mendonça Chamusca: Seus elogios me calam fundo. A benção ! Bjs do Paolo."
20 Dez, 2017

Escritor
Paolo Lim deu um presente para Zélia Mendonça Chamusca
20 Dez, 2017

Escritor
Paolo Lim e Zélia Mendonça Chamusca agora são amigos
20 Dez, 2017

Escritor
Posts no blog por Zélia Mendonça Chamusca

É Jesus que vai chegar

 Celebremos o NatalÉ Jesus que vai chegarEvento fenomenalQue nós vamos…Ver mais...
19 Dez, 2017

Escritor
Zélia Mendonça Chamusca comentou a postagem no blog Naquela terra distante... de Anna Karenina
"Uma maravilhosa terra distante inspiradora dum belíssimo poema. Parabéns Grande Poetisa Anna Karenina!"
19 Dez, 2017

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U