NO DECORRER DA VIDA

O grito admoesta sem alaridos, mas com ternuras no âmago do meu coração corre sangue pulsante, no entanto, ardiloso. Não filo os defeitos alheios. Fitá-los é uma ação negativa. Traz-lhe aborrecimentos. Cheio de arroubo eu sempre estarei provocando balbúrdia, talvez incitando o inimigo belicoso a se transformar num besugo. Saiba que a sua mente é o melhor remédio para todos os males.

Ela comanda todas as células do seu corpo, controle-se. Lembre-se de que todos nós cometemos erros. Sofre com isto? Busque a correção. Aqueles que praticam a curra devem ser severamente punidos, pois não são dignos da vida social, podem dilapidar vidas alegres transformando-as em tristes com aspectos melancólicos.
Procure andar sempre dândi sem ser espalhafatoso, nada de engodar, pois nos levam a cretinice.

Não almejamos o fenecimento e sim nos tornarmos fugazes, fleumáticos, mas com pensamentos frugais. Ás vezes nos tornamos fleumáticos procurando homizios no ígneo, ser ignóbil nos deixa implícito, insolente e vamos levando tudo de roldão como se fossem uma irrupção. Todos somos falíveis. Calar ante os erros alheios é amor no coração. Estamos incólumes, somos inócuos, temos jaezes e procuramos ficar janotos e justapor os nossos desejos a todos outros sentimentos, somos loquazes, mas às vezes a nódoa pode manchar as nossas atitudes pueris.

Quando estamos tristes nos sentimos meios pachorrentos, mas o pacóvio não nos assusta, pois sempre fomos e sempre seremos parcos em nossas atitudes. Triste do homem pedante, pernóstico, perdulário, que pensa ser perene, causa tristeza, dó, intolerância de outras pessoas. A vida não é para ser “suportada” ou “aguentada”, ela tem que ser “vivida”, louvada em seu conteúdo belo e atraente. Gostamos de permutar e desejamos que todos saiam do mal e absorvam o bem. O homem deveria ter atitudes petizes para que o seu espírito seja sempre benevolente e que suas atitudes agradem todas as pessoas.

A experiência da vida e o tempo deixam-nos plissados com atitudes de vasculhar, perscrutar tudo que vemos pela frente. Caminhando pândego deixamos de (ser) sermos pérfidos mantendo-nos recônditos dos nossos inimigos e a vontade é de ruar sem rumo e sem destino. De levar tanto sol pelas nossas andanças ficamos rubicundos, pois queremos mostrar a todos que somos sumidades e suscito e jamais vamos tergiversar. Muitas vezes diante do medo ficamos taciturnos, tênues, quando alguém nos aporrinha ficamos de veneta.

Procuramos mudar sempre, mas a insegurança maltrata e nos faz infeliz. As esperanças se esvaem sem proporções e o nosso coração se recata em nossas ilusões. Falando de mim almejo um dia a felicidade para sarar as feridas do meu coração. Posso me transformar num poeta maluco por natureza. Poeta maluco eu queria ser e do puro vinho quero provar, para minha mente esclarecer essa bebida vou tomar. Sem regras medidas e proporções, apenas para imantar os versos, de alegrias, tristezas e ilusões.

Apondo lado a lado versos e reversos, de ideias desconexas vivem os poetas. Poetas e poetisas falam de amor com tanta lucidez que não me esqueço duma só vez de perguntar. De onde venho, de onde vim? Nasci, cresci e estou no mundo presente. Cumprindo uma missão árdua destinada para mim, O Pai dos Pais, Onipresente, Onipotente e Onisciente enviou um anjo para nos dizer que nunca existirá fim.
Quero encontrar um amor e ser eternamente feliz.  Para isso, chorei, gritei e implorei bastante.

Não me deste nenhuma atenção, hoje, mais clamo imploro um instante a sua atitude de mulher de grande coração. Eu amo, tu amas, ela me ama de coração. Flui flechado pelo cupido, no entanto, extrai o seu amor contido em forma de personificação. O meu temperamento sempre estará aposto e evoluído, em imantar com todas as raízes o afago do seu coração.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- FORTALEZA-CEARÁ

Exibições: 225

Comentar

Você precisa ser um membro de revista virtual metamorphosis para adicionar comentários!

Entrar em revista virtual metamorphosis

Últimas atividades

MABAESTRELA LIS é agora um membro de revista virtual metamorphosis
19 horas atrás
MARIA DO SOCORRO WALRAVEN DE SOU é agora um membro de revista virtual metamorphosis
sábado

Escritor
Luly Diniz agora é amigo de Anna Karenina, Isabel Cristina Silva Vargas e Adul Rodri
11 Fev

Escritor
Luly Diniz postou fotos
11 Fev
Margareth das Dores Rafael Morei é agora um membro de revista virtual metamorphosis
5 Fev

Administrador
Posts no blog por Anna Karenina

minha ausência

Amigos estou ausente pq estou sul da bahia numa praia qse deserta em Ilhéu praia de Mamoan e não há nem internet nem sinal de celularmas breve voltareiVer mais...
1 Fev

Escritor
Zélia Mendonça Chamusca comentou a postagem no blog INTERROGAÇÃO de Paolo Lim
"Poeta assim nunca eu tinha conhecido e a Paolo Lim não há nenhum parecido, porque ele é único, singular na sua forma de saber poetar. Parabéns!"
1 Fev

Escritor
Posts no blog por Paolo Lim

INTERROGAÇÃO

Não teria nexo, tampouco sentido,se no anexo do texto lido,um perplexo…Ver mais...
1 Fev

Escritor
Posts no blog por Paolo Lim

ASSIM SERÁ...

Palavras, como cascas de barata, luzem na contraluz e se desfazem na memória do…Ver mais...
29 Jan

Escritor
Adul Rodri deixou um comentário para Anna Karenina
26 Jan

Escritor
Adul Rodri deixou um comentário para Isabel Cristina Silva Vargas
26 Jan

Escritor
Adul Rodri postou vídeos
26 Jan

Escritor
Posts no blog por Adul Rodri
26 Jan

Escritor
Adul Rodri atualizaram seus perfis
26 Jan

Escritor
Paolo Lim deu um presente para Isabel Cristina Silva Vargas
26 Jan
Posts no blog por Isabel Cristina Silva Vargas
25 Jan
Isabel Cristina Silva Vargas é agora um membro de revista virtual metamorphosis
25 Jan

Escritor
Posts no blog por Paolo Lim

GOROROBA

Comida o vento não leva;Quem tem estômago tem pressa.É pela barriga que se chega ao…Ver mais...
16 Jan
Nieves Merino Guerra é agora um membro de revista virtual metamorphosis
14 Jan

Escritor
Posts no blog por Paolo Lim

REFLEXÕES

Nem um vacilo de luz do sol -no quarto escuro sinto-me especial,crio luz,…Ver mais...
4 Jan

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U