As Dimensões

 

 

Um dia sentamos em qualquer lugar

E por ali ficamos entre a terra e o céu

Dividindo as dimensões em um singelo olhar.

 

 

O tempo trata de mostrar os dois lados

Sejam eles racionais ou espirituais

Deixando-nos com os pés no verde e a alma no azul do céu.

 

 

Inclinamos o nosso corpo para refletir

E medimos a distância de nossos pensamentos

Que estão prestes a partir.

 

 

Não produzimos o som de nossa voz

Ela não é necessária, pois o momento é de silêncio

Para que a concentração seja o ponto de ligação.

 

 

Talvez as dimensões sejam mais importantes do que pensamos

Assim aprendemos a conviver com o desconhecido

Sem o temor de nossos próprios medos.

 

 

Erguemos as mãos ou afirmamos nossos pés

Dando início aos primeiros passos

Buscando a compreensão além da capacidade humana

Encontrando no final a mais pura das águas.

 

 

O gole azul que sacia a sede de viver

É o frescor verde que acalma os nossos anseios

Como se a nossa vida terrena estivesse abraçando as nuvens.

 

 

ESCRITOR POETA GAÚCHO, MARCANTONIO DE OLIVEIRA 

Exibições: 21

Comentar

Você precisa ser um membro de revista virtual metamorphosis para adicionar comentários!

Entrar em revista virtual metamorphosis

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U