junho 2009 Posts no Blog (20)


Escritor
amiga Anna Kareninna

está lindo seu blog!maravilhoso...
as poesias estão divinas!parabéns amiga....amo ler suas percepções....
__o meu gde. abraço a voce.....presenteie-nos sempre c/ seus lindos blogs....

Adicionado por silvia staut em 30 junho 2009 às 20:48 — 1 Comentário


Escritor
Ave Maria.

Imagem Google

  

Ave Maria no morro

Do barracão de zinco

Da menina de brinco

Pedindo socorro



Das trincheiras se abrindo

Do gás acabando

 

Ave Maria das dores

Olhar de santa

Coração que sangra

Ver o filho chorando





Mãe do silêncio

Carinho intenso

Bondade que não cansa



Ave Maria

Das mãos que levantam

Dos corpos…

Continuar

Adicionado por jairo ferreira de matos em 30 junho 2009 às 20:30 — 3 Comentários


Escritor
A Fazenda

Aquela Fazenda linda, bem no alto daquela serra,

o verde belo e exuberante, cultivado na boa terra!

os animais rondavam todos livres soltos e delirantes,

das plantações predominava os cafezais,

a lavagem dos grãos eram num riacho natural ali existente,

as águas límpidas em quantidade desciam intensamente.

Seu Firmino, o fazendeiro, da sua varanda espiava maravilhado

a sua imensidão de terra, por muitos anos que ele cultivava,

rincão passado de gerações a… Continuar

Adicionado por José Lourenço Florentino em 29 junho 2009 às 21:27 — Sem comentários


Escritor
Eu e o tempo...

Imagem Google

Vou de mãos dadas com o tempo

para receber dele as marcas que

ficarão eternizadas em minha face.



Devo correr atrás do vento

para conhecer suas veredas,

entender seus mistérios,

interpretar os seus

pensamentos.



Flutuarei nos ares,

desbravarei os mares

seguirei em passos lentos.



Beijarei as flores,

falarei de amores,

estarei atento.



Aos… Continuar

Adicionado por jairo ferreira de matos em 29 junho 2009 às 20:30 — 1 Comentário


Escritor
EM QUE MAR DE MARIAS...

Em que mar de marias
consumou-se o silêncio?
Resposta inaudível
com-sumida porta
onde os tatos removem
a desmemória das madeiras.
Ruídoído
na rua que me deixavas
quando as chaves percursavam as fechaduras.
Abrilonoturno:brilho de setas
onde o incerto com-funde
tez inter rogada, entre tez,
entre tê-la e retê-la
-- nas telas, onde?
Não. Eu te albo em mim
álbum-mina
dos álbuns.

Adicionado por Rubens Jardim em 29 junho 2009 às 12:45 — 6 Comentários


Escritor
O POEMA

O poema é
isso e aquilo
(o verso
e o reverso)

O poema é
disso e daquilo
(objeção
e objeto)

O poema é
síntese e sintaxe
(iluminação
e eliminação)

O poema é
língua e linguagem
(construção
e desmoronamento)

Adicionado por Rubens Jardim em 29 junho 2009 às 12:43 — 6 Comentários


Escritor
NIEVE NOCTURNA, autor: Jorge Tellier.

, ¿Es que puede existir algo antes de la nieve?

Antes de esa pureza implacable,

implacable como el mensaje de un mundo

que no amamos, pero al cual pertenecemos

y que se adivina en ese sonido

todavía hermano del silencio.

¿Qué dedos te dejan caer,

pulverizado esqueleto de pétalos?

Ceniza de un cielo antiguo

que hace quedar sólo frente al fuego

escuchando los pasos del amigo que se fue

eco de… Continuar

Adicionado por Cris em 28 junho 2009 às 15:54 — 1 Comentário


Escritor
UN JINETE NOCTURNO EN EL PAISAJE, autor: Jorge Tellier



Siento correr por las venas del campo

Un jinete nocturno enmascarado.

La noche. También galopan en caballos robados

Los cuatreros arreando los vacunos.



Surgen los trenes. Las reces dormidas se levantan

Allá en los grandes galpones de madera.



Una sombra va saltando los cercos.

Esta fue una mañana campesina:

Relinchos, validos, vacas de pródigas ubres,

Las ordeñadoras, curvadas con el peso… Continuar

Adicionado por Cris em 28 junho 2009 às 15:34 — 1 Comentário


Escritor
Dor no sertão

Mãe! Sempre é a mãe que sente dor,

porque naquele sertão tão pobre

a mãe rodeada dos cinco filhos,

só rezava pra eles não passarem fome,

os alimentos ali, já estavam tão escassos,

só lamentava por eles viverem assim,

enquanto outros viviam num palácio,

pra ela o palácio seria a comida farta

e apenas viver em casa com água encanada,

a mãe no seu monólogo, até mesmo inteligente,

lamentava: e as cestas prometidas, sr. Presidente,

que cada vez… Continuar

Adicionado por José Lourenço Florentino em 28 junho 2009 às 15:20 — Sem comentários


Escritor
A menina da noite!...

A noite estava quase sem a claridade que a lua oferecia,

ela estava lá a andar à esmo, indecisa no que procurava,

mas menina na noite caminhava, procurando quem a aquecia,

quanto mais procurava nesta escuridão mais ela se machucava.



Os tentáculos do mal facilmente a arrastava pro abismo,

ela sem forças, pois as garras cada vez mais se entrelaçava,

teus pensamentos até que tentavam desviar do consumismo

das drogas, das paixões, e mais outros vícios a… Continuar

Adicionado por José Lourenço Florentino em 28 junho 2009 às 15:17 — Sem comentários


Escritor
Nas Realidades da Imaginação



Me deleito nas realidades da imaginação quando uso as imagens para sentir as sensações da alma. Elas navegam o corpo pleno do Eu que sou.

É preciso amar a imagem para descrevê-la minunciosamente sobre suas moléculas universais. Somente assim, pacientemente podemos descobrir as delicadezas e sutilezas do espetáculo, contido em cada molécula do traçado que fala.

A influência do pôr do sol sobre as imagens as transformam em ouro, quando o… Continuar

Adicionado por Cida Linhares em 28 junho 2009 às 10:00 — 2 Comentários


Escritor
"QUERIDA MÃE"

"Querida Mãe"



É para ti esta mensagem...

De amor, carinho, afecto, ternura,

Doçura mãesinha, foste e serás sempre

a minha mãe!...

A vida na terra é uma passagem!...

Eu passei por ela e, um dia parti!...

Eu parti, para um lugar longícuo,

onde ninguem mal me fará!...

Mãe, Eu sei que tens muitas saudades

minhas, mas eu estou muito longe,

não sei se posso voltar...

Mas acredita querida Mãe… Continuar

Adicionado por Luisa Maria Valente C.Zacarias em 28 junho 2009 às 1:51 — 2 Comentários


Escritor
"MEU ANJO"

"MEU ANJO"



Tenho no céu um Anjinho

Que me guarda noite e dia

Que me faz os seus carinhos

Pela Luz da Poesia...

Meu Anjo

Guarda-me sempre

Sei que me quer demais

Guarda-me meu Anjo

Tecendo...

Minhas palavras reais...

Meu Anjo

Está no céu

Junto de Jesus e Maria

É o meu Anjo Jubiloso

Que me quer ver com alegria...

Meu Anjo

É um Amigo

Que anda sempre em meus… Continuar

Adicionado por Luisa Maria Valente C.Zacarias em 27 junho 2009 às 23:53 — 2 Comentários


Escritor
"SEI QUE ME AMAS E; OLHAS POR MIM"



SEI QUE ME AMAS E; OLHAS POR MIM



Lá no céu azul celeste

Mesmo sendo negro triste

Há um amor forte agreste

Não sendo real...Existe!...

Sei que me amas amor

E olhas por mim na distância

És a minha doce Flor

Que guardo nesta lembrança

És Princesa sem o ser

És Rainha de condâo

És de mim o meu viver

Que vejo plo coração

És a razão do meu ser

Existência da minha vida

Sei… Continuar

Adicionado por Luisa Maria Valente C.Zacarias em 27 junho 2009 às 23:31 — 1 Comentário


Escritor
A essência do Cristo

Seu viver era simplesmente um perambular incerto,

parecia não entender nem dar conta de seus fenômenos,

procurava não alardear seus feitos, muito fenomenais,

as crianças ao vê-lo sentiam-se como se hipnotizadas,

consta até que com simples toque de afago, as acalmavam

fazendo-as parar até mesmo de seus choros compulsivos,

assim aquele rapaz se misturava na multidão dos mortais,

tem mais o magnetismo não era só nas crianças, também nos animais,

os adultos… Continuar

Adicionado por José Lourenço Florentino em 27 junho 2009 às 19:48 — Sem comentários


Escritor
"FOI POR VONTADE DE DEUS!..."

Partiu da vida, olhos meus

Que deixei de ver constantes

Foi por vontade de Deus!...

Que de mim estão distantes!...

Mas a Deus rezo orações

Com minhas emoções constantes

Foi por vontade de Deus!...

Que hoje esses olhos meus

Estão de mim tão ausentes...

Olho para o céu vejo luz

Que Deus nela transparece

Foi por vontade de Deus!...

Que deixei de ver esses olhos meus

Mas por outros olhos,… Continuar

Adicionado por Luisa Maria Valente C.Zacarias em 27 junho 2009 às 19:00 — 3 Comentários


Escritor
Abraço solidário, social e cultural a todos e todas que nesta casa mantém a alma e o coração a pulsar na arte de se dar.

Depois de tantas vezes ouvir a campainha da porta a tocar, a persistência foi mais forte do que eu: Abri a porta e aqui estou a fazer parte integrante da família deste Forum, de Título: "Depressaão e Poesia" - Eternamente Escritas... As Minhas ... As tuas poesias.
Recebam o meu abraço.
Eu já volto, vou-me inspiar e não demoro!
Té já!

José Faria
http://zemaiato.blogspot.com
http://flormamede.blogspot.com

Adicionado por José Faria em 27 junho 2009 às 18:30 — 2 Comentários


Escritor
Na noite...

Na noite...

Ao chegar a noite...
Ouvi seus passos no pátio de casa...
A brisa que antecedia a sua entrada em meus aposentos...
O seu toque em minha fronte...
Os seus dedos em meu cabelo...
A sua pele de pêssego...
Os lábios...
Seu cheiro...
Nossa...
Devo acordar...
Não posso continuar...
Se não, não vou mais voltar!

Castilhos, Alexandre Heleno de.criado em 26 de junho de 2009.

Adicionado por ALEXANDRE HELENO DE CASTILHOS em 26 junho 2009 às 19:09 — 1 Comentário


Escritor
PRESO NA SOMBRA DO DESTINO

PRESO NA SOMBRA DO DESTINO



Busco na loucura uma abertura

que possa viver na liberdade,

de ser um sonho para

levar a vida em companhia

da entrada do horizonte

onde repousa as esperanças...



Preso na sombra do destino,

sou escravo da emoção,

e sem ter para onde fugir

me perco em pensamentos

do abismo da existência...



Não escolhi a dor,

para ser minha companheira,

procuro na promessa da fé,

a falta que… Continuar

Adicionado por Rogerio Miranda poeta da paz em 26 junho 2009 às 18:04 — 1 Comentário


Escritor
Amar e ser feliz

Muitas vezes se cruzam por acaso,

mas quase sempre se encontram propositalmente,

se encantam embebedando um do outro

é o casal quando está apaixonadamente!

É namoro ou se está ficando, não sei,

mas o relacionamento é o âmago dos dois,

os corpos à mercê da paixão que aflora,

não contentam com o hoje, nem agora, nada pra depois!...

O tempo passa, às vezes até casam

aí a realidade se torna implacável,

as diferenças os atolam e os isolam,

a… Continuar

Adicionado por José Lourenço Florentino em 26 junho 2009 às 12:53 — Sem comentários

Arquivos mensais

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

1999

Últimas atividades


Escritor
Posts no blog por Elisiário Luiz
2 horas atrás
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
2 horas atrás
Posts no blog por Manuel Mar
2 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues compartilhou o post do blog deles em Facebook
5 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues compartilhou o post do blog deles em Facebook
5 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues compartilhou o post do blog deles em Facebook
5 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues adicionou uma discussão ao grupo CONTOS, CRÔNICA, PROSA E MUITO MAIS...
9 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Antonio Paiva Rodrigues
10 horas atrás
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
10 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Twitter12 horas atrás · Responder · Retweet
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
16 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Twitter23 horas atrás · Responder · Retweet

Escritor
Posts no blog por Elisiário Luiz
ontem
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
ontem
Posts no blog por Manuel Mar
ontem

Escritor
Sidnei Piedade comentou a postagem no blog Assim é a vida_Texto_Sidnei Piedade de Sidnei Piedade
ontem
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
ontem
Ícone do perfil via Twitter
Mãe* Lindinalva https://t.co/J60zKICD3t
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vovó* Ana Karenina https://t.co/HXCP1al9N2
Twitterontem · Responder · Retweet

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues adicionou uma discussão ao grupo CONTOS, CRÔNICA, PROSA E MUITO MAIS...
ontem

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U