Informação

Ele & Ela

A saúde física e psicológica  do homem e da mulher

Diferenças que se atraem

Site: http://depressaoepoesia.ning.com/groups/group/new
Local: http://depressaoepoesia.ning.com/
Membros: 21
Última atividade: 18 Jan, 2013

Ele & Ela

Jeová Deus fez cair um profundo sono sobre o homem, e, enquanto ele dormia, tirou-lhe uma das costelas e fechou então a carne sobre o seu lugar. 22 E da costela que havia tirado do homem, Jeová Deus passou a construir uma mulher e a trazê-la ao homem.

23 O homem disse então:

“Esta, por fim, é osso dos meus ossos

E carne da minha carne.

Esta será chamada Mulher,

Porque do homem foi esta tomada.”Gênesis 2: 21-23



Fórum de discussão

Saúde do Homem

Iniciado por Anna Karenina. Última resposta de Maria Iraci Leal 28 Fev, 2012. 6 Respostas

O tamanho do pênis é importante?Nem todas as suas crenças sobre sexualidade masculina estavam certas. Muitos mitos e crendices são criados em torno do símbolo sexual por excelência, o falo. Que tal…Continuar

Tags: http://discoverymulher.uol.com.br/saude/homem/o-tamanho-do-penis-e-importante/

Saúde da Mulher

Iniciado por Anna Karenina. Última resposta de Anna Karenina 28 Fev, 2012. 11 Respostas

Tratamentos contra a infertilidadeTratamentos contra a infertilidadeExistem cada vez mais opções terapêuticas para os especialistas em fertilidade. Graças ao resultado dos avanços tecnológicos, como…Continuar

Tags: http://discoverymulher.uol.com.br/saude/mulher/tratamentos-contra-a-infertilidade/

Impotencia – Mitos e Verdades sobre a Impotencia

Iniciado por Anna Karenina. Última resposta de Anna Karenina 28 Fev, 2012. 2 Respostas

 IMPOTENCIA SEXUAL : DISFUNÇÃO ERÉTIL E A SEXUALIDADE MASCULINATodo homem, em algum ponto da vida, deve aceitar o fato de que passará por algum episodio de impotencia. Devido a complexa sexualidade…Continuar

Tags: http://www.cirurgia-plastica.com/impotencia/

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Ele & Ela para adicionar comentários!

Comentário de Anna Karenina em 1 março 2012 às 19:26

Campanha de Prevenção à Rabdomiólise

Diante da incidência de casos de Rabdomiólise no âmbito da Força, o Comando do Exército aprovou, por meio da Portaria nº 129, de 11 de março de 2010, a diretriz para a implantação do Programa de Prevenção e Controle da Rabdomiólise Induzida por Esforço Físico e pelo Calor.
Ao Estado-Maior do Exército foi atribuída a missão de elaborar propostas de medidas de controle, prevenção e tratamento da doença, contando, para isso, com a assessoria da Diretoria Geral do Pessoal, do Departamento de Educação e Cultura do Exército e do Comando de Operações Terrestres. Ao Centro de Comunicação Social do Exército coube a divulgação de uma campanha informativa sobre a Rabdomiólise, seus sintomas, complicações, associação ao estresse térmico e, principalmente, sobre a sua prevenção.
No início de novembro, ocorreu, em Brasília,  no Quartel-General do Exército, o lançamento da Campanha de Prevenção à Rabdomiólise. Cada Organização Militar da Força receberá, a partir de dezembro, cartazes, folhetos, cartilhas e um DVD contendo uma apresentação em slides sobre a Rabdomiólise, uma edição especial do programa Exército Notícias e uma vídeo-aula proferida pelo Capitão Bruno Fett, com base em trabalho apresentado no Instituto de Pesquisa e Capacitação Física do Exército a respeito do tema.

É necessário que seja enfatizada, em todos os níveis, a importância da conscientização dos militares para o problema, com incentivo à hidratação durante as atividades físicas (especialmente em condições climáticas severas) e orientação para que os instruendos não façam uso de complementos alimentares sem um acompanhamento médico ou de um nutricionista. O exercício da liderança exige a preocupação permanente com a saúde e o bem-estar dos subordinados.

Ajude você também a difundir a prevenção da Rabdomiólise na sua Unidade.

 

Entenda o que é a Rabdomiólise


A Rabdomiólise é caracterizada por danos à musculatura esquelética. Quando isso ocorre, o conteúdo das células musculares é liberado na corrente sanguínea, o que pode ser potencialmente tóxico e ocasionar  lesão nos rins e arritmias cardíacas, levando, em casos extremos, à morte.
Há uma forte relação entre a Rabdomiólise e a atividade intensa e prolongada a que são submetidos os militares durante algumas instruções ou exercícios físicos. A privação de água, as condições adversas de clima e de umidade, bem como o calor, agravam ainda mais a situação. O uso de certos complementos alimentares, por sua vez, pode provocar a retenção de água nos músculos, aumentando, por consequência, a concentração de sólidos no sangue. O resultado será a dificuldade de filtragem do sangue nos rins.
Os pacientes de Rabdomiólise queixam-se de dores musculares, rigidez, câimbras, mal-estar, urina de coloração anormal (vermelho escuro ou castanho) e há sinais de desidratação.


ESCRITORES E POETAS
Comentário de Artemísia em 29 fevereiro 2012 às 0:02

Síndrome dos ovários policísticos

 

 

Paulo Augusto de Almeida Junqueira; Angela Maggio da Fonseca; José Mendes Aldrighi

 

 

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é doença endócrina complexa, que tem como elementos principais hiperandrogenismo e anovulação crônica. Caracteriza-se por irregularidade menstrual ou amenorréia e uma ampla gama de achados decorrentes do hiperandrogenismo: hirsutismo, acne, alopécia e seborréia. Representa uma das desordens endócrinas reprodutivas mais comuns em mulheres, acometendo em torno de 5% a 10% da população feminina em idade fértil.

Diagnóstico

O diagnóstico da SOP é de exclusão. A suspeita se fundamenta em irregularidade menstrual e sinais de hiperandrogenismo: hirsutismo, acne, aumento das concentrações séricas de testosterona total, livre ou de androstenediona. Nota: ovários policísticos ao ultra-som é dado inespecífico para o diagnóstico da síndrome, pois mais de 25% das pacientes com este achado são assintomáticas. Concentrações séricas de LH geralmente encontram-se elevados e de FSH normais ou baixos, embora 20% a 40% destas pacientes não apresentem estes achados, sendo as determinações de LH e FSH prescindíveis. O diagnóstico laboratorial da anovulação não está indicado, devendo ser clínico. A maioria das mulheres com SOP apresentam aumento da resistência à insulina e hiperinsulinemia compensatória, sendo que a determinação laboratorial da resistência à insulina não é essencial para o diagnóstico na prática clínica. Níveis séricos de prolactina e TSH são fundamentais para exclusão do diagnóstico de hiperprolactinemia ou hipotireoidismo. Níveis elevados de prolactina estão presentes em até 35% dos casos de SOP. É importante o diagnóstico da hiperplasia supra-renal congênita de instalação tardia, cujo quadro clínico pode ser indistingüível ao da SOP. A exclusão de tumores produtores de androgênios do ovário ou da supra-renal é realizada através das concentrações séricas de testosterona e sulfato de dehidroepiandrosterona (DHEA-S).

Tratamento de sinais e sintomas do hiperandrogenismo

Hirsutismo e acne

Anticoncepcional hormonal oral (ACHO): acetato de ciproterona, desogestrel, gestodeno;

Espironolactona 50-200mg/dia;

Acetato de ciproterona 50mg/dia com o esquema seqüencial reverso;

Acne grave, encaminhar para tratamento especializado com o dermatologista;

Flutamida 250mg/dia;

Finasterida 5mg/dia;

Cetoconazol e Glitazonas: efeitos colaterais limitam seu uso em larga escala;

Tratamento Cirúrgico

Atualmente sem maiores evidências de seus reais benefícios.

Irregularidade menstrual

ACHO acima citados;

Progestínicos na segunda fase do ciclo;

ß níveis de insulina. Metformina é a droga mais estudada, 1500 a 2000mg/dia.

Controle do Peso

A perda de peso é capaz de reverter os sinais e sintomas advindos do hiperandrogenismo.

Tratamento da infertilidade

Dieta e exercícios físicos representam o tratamento de primeira linha, melhorando a resistência à insulina e retorno dos ciclos ovulatórios, mesmo na ausência de perda de peso. A droga de escolha para indução da ovulação em pacientes com SOP é o citrato de clomifeno (CC), 50 a 200 mg/dia durante cinco dias, a partir do 3º, 4º ou 5º dia do ciclo. Cerca de 50% a 80% das pacientes apresentam ovulação e 40% a 50% engravidam. Pacientes com SOP resistentes ao CC podem utilizar drogas que diminuem os níveis de insulina, isoladas ou em associação ao CC. A utilização isolada da metformina (1500mg/dia a 2000mg/dia) promove a ovulação em 78% a 96% das pacientes. Pacientes com níveis elevados de DHEAS são mais resistentes ao CC e podem beneficiar-se da administração de corticóide. A fertilização in vitro (FIV) pode ser utilizada nos casos em que a estimulação ovariana foi exagerada, com o objetivo de evitar o cancelamento do ciclo. Pacientes com SOP parecem ter maior risco de abortamento após FIV.

 

Comentário

A mudança de hábito de vida, por meio da reeducação alimentar e exercício físico, consiste no tratamento de primeira linha. A perda de peso resultante favorecerá a queda dos androgênios circulantes, melhorando o perfil lipídico e diminuindo a resistência periférica à insulina; dessa forma, contribuirá para o decréscimo no risco de aterosclerose, diabetes e regularização da função ovulatória. A prescrição de contraceptivos hormonais orais de baixa dose, por sua vez, propiciarão o controle da irregularidade menstrual e redução do risco de câncer endometrial.

 

Referência

Projeto Diretrizes. Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM). Síndrome dos ovários policísticos. São Paulo: AMB/CFM; 2002. Disponível em: URL: http://www:amb.org.br/projeto_diretrizes/100-diretrizes/SINDROME.pdf.


ESCRITORES E POETAS
Comentário de Artemísia em 28 fevereiro 2012 às 23:56

Androgênios e câncer de mama

 

 

Vilmar Marques de Oliveira; José Mendes Aldrighi

 

 

Em interessante artigo publicado em 2002, no Fertility&Sterility, os autores observaram experimentalmente que o uso da associação estrogênio-progestógeno, tanto na terapia de reposição hormonal (TRH) como nos contraceptivos hormonais orais (COs), podem alterar o equilíbrio na relação estrogênio/androgênio (E/A) no tecido mamário, resultando em ação estrogênica não antagonizada, gerando, por isso, maior probabilidade de proliferação epitelial mamária e aumento no risco do câncer de mama. Os autores explicaram que essa ação estrogênica exacerbada durante o uso de estrogênios exógenos possa decorrer de dois mecanismos: 1) supressão das gonadotrofinas, com conseqüente diminuição da relação E/A; 2) aumento da globulina carreadora de esteróides sexuais (SHBG), que ao apresentar alta afinidade pelos androgênios, reduz sua biodisponibilidade. Concluíram que usuárias de TRH ou COs apresentam redução, tanto na biodisponibilidade como nas concentrações séricas totais de androgênios1.

 

Comentário

Os resultados do estudo acima revelam dados interessantes e de possíveis aplicabilidades na prática clínica. Ressalta-se, no entanto, que estudos clínicos prévios já tinham obtidos resultados semelhantes aos observados no estudo em epígrafe; assim, homens utilizando flutamida (potente inibidor dos receptores androgênicos) desenvolveram ginecomastia, enquanto que, mulheres ingerindo o mesmo fármaco,tiveram inativados seus receptores androgênicos, apresentando maior proliferação do epitélio mamário, gigantomastia e, provalvemente, maior risco de câncer de mama2.

Por outro lado, é importante assinalar que ensaios clínicos experimentais já revelaram que os androgênios, por ocuparem fisiologicamente de forma integrada, tanto os receptores de estrogênio quanto os de androgênios, inibem a ação dos estrogênios sobre o parênquima mamário3; além do mais, pesquisas em células cancerosas mamárias demonstraram que o androgênio pode promover redução na expressão do proto-oncogene bcl-2, que se relaciona com a apoptose4,5. Do exposto se depreende que pesquisas com COs e TRH contendo baixas doses de estrogênio devem ser aguardadas, na expectativa de que essa associação promova menor risco do câncer de mama em suas usuárias.

 

Referências

1. Dimitrakakis C, Zhou J, Bondy CA. Androgens and mammary growth and neoplasia. Fertil Steril 2002; 77 (suppl 4): S26-S33.

2. Braunstein GD. Aromatase and gynecomastia. Endocr Relat Cancer 1999; 6: 315-24.

3. Lobo RA. Androgens in postmenopausal women: production, possible role, and replacement options. Obstet Gynecol Surv 2001; 56:361-76.

4. Lapointe J, Fournier A, Richard V, Labrie C. Androgens down-regulate bcl-2 protooncogene expression in ZR-75-1 human breast cancer cells. Endocrinology 1999; 140:416-21.

5. Kandouz M, Lombet A, Perrot JY, Jacob D, Carvajal S, Kazem A, et al. Proapoptotic effects of antiestrogens, progestins and androgen in breast cancer cells. J Steroid Biochem Mol Biol 1999; 69:463-71.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42...


ESCRITORES E POETAS
Comentário de Artemísia em 28 fevereiro 2012 às 23:52

 

Infertilidade masculina associada à deficiência da 21 hidroxilase

 

 

Nuvarte Setian

 

 

O tratamento da hiperplasia congênita da supra-renal (HCSR) requer um acompanhamento cuidadoso uma vez que a simples reposição de hidrocortisona não é capaz de eliminar todas as conseqüências desta doença como: o prejuízo da altura final, a puberdade precoce (PP), a infertilidade, os problemas de ordem psicossociais e até mesmo a presença de próstata com evolução para um processo maligno em mulheres portadoras de HCSR.

A causa da infertilidade no homem raramente está associada a deficiente produção de gonadotrofinas (Gns) provocada pela hipersecreção de esteróides da supra-renal (SR), que leva a uma inibição do eixo hipotálamo-hipofisário, impossibilitando a maturação normal testícular.

Tiitinen & Välimäk descreveram o caso de um paciente de 45 anos, 162 cm, cujo histórico não referia anormalidades puberais. Porém, havia referência a uma altura elevada aos sete anos de idade. Resgatados: uma foto e os resultados de 17 cetoes, teróides e pregnanetriol dos sete anos permitiriam o diagnóstico da doença, porém não foi iniciado nenhum tratamento. Aos 45 anos, os testículos foram considerados pequenos (10 mL) e os níveis de Gns reduzidos: LH = 0.2 UI/L (N de 1,0 a 9,0) e FSH = 0,4 UI/L (N de 1,0 a 7,0). Nível de testosterona foi normal = 17 nmol/L (N de 10 a 38). A supressão da secreção das Gns por aumento dos esteróides da S-R devido a uma deficiência da 21 OHase foi a provável causa da deficiente espermatogênese. O tratamento com hidrocortisona reverteu o processo e o paciente tornou-se fértil.

 

Comentário

Curiosamente os meninos portadores de PP muitas vezes não procuram atendimento médico, uma vez que este processo não leva a anomalias genitais, como no caso da menina portadora de HCSR, e também porque consideram bom o fato de serem maiores e mais fortes do que seus pares. No entanto, a incidência de doenças graves no menino portador de PP é maior do que nas meninas. Por outro lado, há uma tendência de suspender a hidrocortisona quando estes meninos terminam o crescimento. Este caso ilustra bem a necessidade de manter a terapia destes adultos portadores de HCSR.

 

Referência

Tiitinen A, Välimäki M. Primary infertility in 45-year-old man with untreated 21-hydroxilase deficiency: successful outcome with glucocorticoid therapy. J Clin Endocrinol Metab 2002, 87: 2442-5.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42...

 

ESCRITORES E POETAS
Comentário de Scarlett em 28 fevereiro 2012 às 22:59

APROVADO!


ESCRITORES E POETAS
Comentário de Cativa do Saara em 28 fevereiro 2012 às 22:46

PARABÉNS PELA INICIATIVA!

Comentário de Anna Karenina em 28 fevereiro 2012 às 11:18

Como decorar com um orçamento reduzido

Como decorar com um orçamento reduzido (Getty Images, DCI)

A decoração de qualquer ambiente de sua casa pode parecer uma tarefa impossível se você não dispuser de dinheiro suficiente. Apresentamos, a seguir, algumas idéias que ajudarão você a conseguir os melhores resultados com um orçamento reduzido.

Móveis pré-fabricados e pisos alternativos

A utilização de móveis pré-fabricados diminui consideravelmente os gastos na hora de decorar. Normalmente esse tipo de móvel é feito com materiais e acabamentos menos sofisticados (por exemplo: madeira não-envernizada ou materiais plásticos), o que não compromete sua qualidade. É importante levar em conta que alguma habilidade manual é necessária para sua instalação.

Em matéria de pisos, o mercado está repleto de inúmeras novas opções que substituem com grande êxito, e baixo custo, os materiais tradicionais. O piso laminado ou de cortiça, por exemplo, imitam muito bem a madeira. A cortiça, além de tudo, é um excelente isolante que pode ser pintado e envernizado depois de colocado. Se seu objetivo é trabalhar com um orçamento reduzido, evite materiais como o mármore ou a madeira, pois eles encarecem consideravelmente o custo final.

Objetos decorativos

Existem milhares de truques para reduzir gastos sem sacrificar o resultado final. Uma maneira de poupar dinheiro é aproveitar todos os objetos que você já tem em casa. Por exemplo, uma maneira de suprir a compra de quadros caros é recorrer a fotos, diplomas ou quebra-cabeças. Além disso, você pode substituir as estátuas por troféus ou criar seus próprios enfeites botânicos, com flores e folhas cortadas por você mesmo.

Alguns conselhos

Antes de começar qualquer obra de decoração, é importante elaborar um orçamento que determine em que você vai gastar seu dinheiro e quanto está disposto a investir. Vale a pena economizar na compra de cortinas ou lâmpadas para investir nos sofás, nas camas e nos materiais do banheiro.

Não se esqueça que sempre existe a possibilidade de você mesmo restaurar os móveis antigos, ou recorrer às lojas de segunda mão sem que isso implique em um resultado estético ruim.

Curvas que relaxam

Curvas que relaxam (Getty, DCI)

O arredondado é suave

Pela frente, por trás, por cima e dos lados, seu corpo é sinuoso. Então, como você pode se sentir confortável repousando sobre uma superfície rígida e reta? Lembre-se, para que seu corpo possa encontrar o tão desejado relaxamento, você tem que dar a ele exercícios e objetos onde possa acomodar suas formas e descansar e, para isso, sua sala de descanso deve acompanhar a idéia de curvas por completo. Com certeza, a maior parte da sua casa deve ter cômodos quadrados ou retangulares. Portanto, faça uns biombos sinuosos para criar um ambiente suave dentre dos cômodos. Agora, encontre uma daquelas grandes bolas infláveis, sobre a qual possa rolar seu corpo suavemente. Deixe que suas costas fiquem arqueadas sobre ela. Depois, vire e permita que a bola dê forma ao seu abdome, massageando-o.

O que é firme a sustenta

Seu corpo também precisa de uma sensação de firmeza debaixo das formas arredondadas sobre as quais ele descansa. Por exemplo, pegue algumas almofadas grandes. Elas geralmente são cheias de pedaços de espuma. Isso é ruim, você vai ter que trocar essa espuma por outro material que também seja suave, mas que sustente muito mais. O ideal são algumas sementes pequenas e de casca lisa, como o alpiste e o painço, com os quais se alimentam algumas aves domésticas. Ou a semente de linho, que é ideal por sua casca ser lisa e suave, permitindo que as sementes deslizem umas sobre as outras com facilidade. Uma boa quantidade delas vai fazer com que suas almofadas se transformem num oásis de conforto. Mas cuidado, pois todos vão querer se sentar nelas!

Pendure-se e estique

Outra maneira de conseguir relaxar é romper com a escravidão exercida pela lei da gravidade, que constantemente atrai certas partes de seu corpo para baixo. Você vive preocupada que tudo vá cair e te deixar com um aspecto velho e cansado, não é? Instale uma armação com cordas bem firmes, ou com aquelas cintas que os alpinistas usam. Com esses objetos, você vai conseguir se suspender e inverter a direção do seu corpo sem fazer grandes esforços. Essa inversão da força de gravidade fará com que seus músculos e órgãos internos descansem por um tempo com o peso para baixo, deixando-os mais jovens. Além disso, suas fibras musculares, articulações e ligamentos conseguirão um alongamento que só é possível quando feito sem esforço.

Você já se cansou da decoração de sua casa?

As possibilidades da decoração reversível. (Getty Images, DCI)

Experimente a magia dos reversíveis. Se tudo tiver pelo menos dois lados bem diferentes, sua casa vai se transformar de maneira fácil e rápida!

As duas faces de sua casa

Você já enjoou dessas suaves cores pastéis. As flores daquela estampa alegre agora parecem se repetir até cansar. O revestimento aconchegante de madeira acabou se transformando num fundo pesado que ninguém mais agüenta ver. Tudo porque no momento de decorar, você não levou em conta que o estado de espírito dos moradores da casa pode mudar; que existem quatro estações no ano, e isso pode se refletir nas paredes, nas cortinas e nos móveis; ou que existem ocasiões sociais bem diferentes, que merecem ser acompanhadas de uma decoração especial. Chegou a hora do império dos avessos! Se tudo tiver pelo menos duas faces diferentes, a sua vida pode ganhar um novo ritmo e dinamismo.

A novidade numa virada

As cortinas são ideais para colocar em prática o conceito de reversibilidade. Mas em vez de ter apenas uma cortina reversível, por que não combinar duas de dupla face? Uma, duas, três, quatro opções. Pelo menos uma vai combinar com o seu humor atual.

Sabe aqueles quadros bonitos e antigos, com retratos e motivos históricos, que foram herança de família? Nem pense em se desfazer deles. Cole no verso gravuras de artistas plásticos modernos e usufrua a diferença.

O fato é que tudo que se pendura na parede ou se encosta em algum lugar pode ser reversível. Um vaso de louça pode ter um dos lados esmaltado em preto. As portas de um móvel podem estar envernizadas na frente e laqueadas no verso. Você só precisa escolher um sistema de dobradiças que permita inverter os lados, usando uma simples chave de fenda.

Dois mais dois são quatro

Toalhas de mesa e mantas para estofados são ótimos aliados na hora da mudança. Não há como uma mesa ser monótona se tiver à disposição duas toalhas de mesa bem diferentes, ambas reversíveis, é claro. Um lado pode ser de tecido de fibra natural em cores quentes, e o outro lado, de tafetá prateado. A segunda toalha pode ter um lado de veludo preto, muito chique, e o outro de seda estampada, com ideogramas chineses. O mesmo critério vale para poltronas e sofás. Além do próprio estofado, podemos confeccionar mantas que tenham ? adivinhe ? dois lados bem diferentes! Dessa forma, você terá três opções para não enjoar da sala de estar. Tudo graças ao avesso.

Melhore seu local de trabalho

O Feng Shui deixa o trabalho em casa mais prazeroso. (Getty Images, DCI)

A milenar arte do Feng Shui tem sábios conselhos para lhe ajudar a ser mais criativa em seu local de trabalho.

Manter a harmonia

Melhorar a qualidade da energia que circula pelo seu escritório doméstico está ao seu alcance se você seguir algumas recomendações do Feng Shui. Para isso, reunimos alguns dos conceitos mais importantes que você deve ter em mente se o que deseja é melhorar a atmosfera de trabalho em sua casa:
- Utilize a luz para atrair energia positiva. Isto pode ser feito mantendo a entrada do cômodo e sua mesa de trabalho bem iluminadas o tempo todo.
- Trabalhe com música. Quanto mais agradáveis e suaves os sons de fundo, melhor será o fluxo de harmonia.
- Mantenha seu local de trabalho limpo e em ordem para trazer harmonia ao espaço todo. Também é recomendável abrir as janelas e portas de tempos em tempos, para deixar o ar e a boa energia fluírem. As plantas e móveis tendem a ser outro reforço para conseguir o clima desejado.

Forma e profundidade

- Procure sentar-se sempre em frente à porta e de costas para uma parede. Essa posição evitará enganos, traições e má sorte, além de atrair boa sorte e proteção.
- Preste atenção aos contornos do espaço: recomenda-se que os locais de trabalho tenham contornos regulares. E para compensar os ângulos muito acentuados, o ideal é iluminar esses cantos e colocar espelhos de parede.

Figuras e cores

- Evite quadros de animais selvagens, assim como protetores de tela que tenham feras à espreita! Nunca é bom ter um urso a olhando fixamente do monitor se quer se manter afastada dos perigos.
- Leve em conta as cores, porque elas são essenciais. Em escritórios e estúdios, os tons cinzas ou neutros são os mais recomendados por serem ideais para relaxar. Você pode combiná-los com tons azuis e naturais, mas nunca com vermelhos ou verdes, que distraem e dão uma sensação de instabilidade.

http://discoverymulher.uol.com.br/sua-casa/decoracao/dicas-praticas...

Comentário de Anna Karenina em 28 fevereiro 2012 às 11:13

Click here to find out more!

A substância e o consumidor

A substância e o consumidor (Getty Images, DCI)

Leves e pesadas

Existem muitos tipos de substâncias que viciam, e diferentes graus de poder viciante. Aquelas que viciam de forma leve e geralmente não duram muito, são chamadas de "leves". As que viciam mais são chamadas de "pesadas". Mas cuidado, isso não é simples como parece. Mesmo não sendo recomendado, muitas pessoas experimentaram drogas pesadas, como a cocaína, e não se tornaram escravas do vício. No entanto, outraos desenvolveram um vício perigoso ao entrar em contato com substâncias como a maconha, que de "leves" só têm o nome. O "peso" de uma substância depende mais de quem a usa.

Presas fáceis

O que provoca essa diferença de uma pessoa para outra? Por que umas viciam com facilidade, e outras não? Há algumas características da personalidade que tornam as pessoas fortes ou fracas diante do vício. Essas características existem por vários fatores, entre os quais podemos mencionar os genéticos e os ambientais. Os genéticos quase não podem ser mudados. Se você realmente quer entender esse assunto, preste atenção nos fatores ambientais. Você é uma peça fundamental no ambiente de seus filhos, mas não é a única, Algumas experiências traumáticas e perdas sofridas muito cedo podem influenciar na personalidade e gerar vícios. A falta de comunicação familiar é um problema, e estabelecer uma boa comunicação é o caminho.

Ensine a liberdade

Apesar de uma boa educação ser quase sempre fundada em hábitos que se repetem e sobre os quais fundamos nossa maneira de ser e nossos valores, é sempre preciso mostrar aos seus filhos o amor pela liberdade. Os vícios são construídos não só pelo poder da substância, mas também pela força do hábito e pela suposta segurança que esse hábito aparenta proporcionar. Por isso, o melhor é aprender desde cedo a não se sujeitar demais a costumes ou rituais, e a ser livre para escolher, a cada passo, o melhor para si. Se as crianças crescem com a consciência de que o bem-estar é construído a cada passo e a cada escolha, dificilmente estarão sujeitas às armadilhas do vício.

Má conduta dos pais

Má conduta dos pais (Dreamstime)

A origem de nossa conduta

A conduta das pessoas se forma e se desenvolve com o tempo, e a forma como o indivíduo reage, sente ou se direciona é afetada por muitos fatores.

Os pais são a influência ambiental mais forte e de maior duração sobre uma criança. As crianças precisam de aceitação, amor, estímulo, disciplina, coerência e atenção positiva de seus pais. Sem algum desses itens, a criança pode crescer pensando que tem uma deficiência e que, de alguma maneira, é culpada pelos maus-tratos sofridos.

As consequências de uma infância infeliz

As crianças que sofrem algum tipo de mau-trato podem crescer com a auto-estima muito baixa, incapazes de se consolarem ou aos demais, e podem se sentir responsáveis pelo próprio sofrimento.

Os indivíduos assim afetados têm muitas dificuldades de construir uma relação amorosa e demonstrar afeto pelos outros, inclusive pelos próprios filhos. Quando se tornam pais, podem privar seus filhos de afeto por não terem tido um modelo de criação positivo a ser copiado.

As crianças maltratadas costumam pensar que não têm o direito de desfrutar das coisas boas da vida e acabam desenvolvendo depressão e outros transtornos de ansiedade.

Alguns especialistas dizem que o abandono emocional é uma profecia cumprida - no final das contas, a criança começa a se parecer com a imagem antecipada pelos pais.

Outros estudiosos asseguram que a chave do problema é a percepção da criança, não as intenções dos pais. Deste modo, a sensação de falta de afeto de uma criança pode provocar uma variedade de estratégias de defesa que vão da ansiedade, do conformismo e da impotência ao medo de abandono. Nós precisamos de afeto e aceitação, e para agradar aos demais chegamos a nos satisfazer com pouco, tentamos não chamar a e nos tornamos pouco exigentes.

Nesta mesma situação, outra pessoa podem reagir sentindo a necessidade de controlar as demais, de ser melhor que os outros, de desprezar os fracos, de conseguir prestígio e reconhecimento através de suas conquistas, ou de encontrar um parceiro que tome conta de sua vida e resolva seus problemas.

Olhar para frente

A solução para se sentir bem não é culpar os demais, nesse caso, os seus pais. Descubra o que saiu errado, mas se reconcilie com isso e busque, acima de tudo, uma forma de superar os obstáculos.

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja.

Seja honesta com os filhos de seu novo parceiro. (Getty Images, DCI)

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...

Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica

Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles

Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.

Olá! Sou a nova namorada do seu papai!

Construindo vínculos com os filhos de seu novo parceiro. (Getty Images, DCI)

O seu novo companheiro tem filhos da relação anterior? O melhor a fazer é assumi-los desde o começo e construir um vínculo saudável.

Mudança de papéis

Você está começando uma relação com um homem separado e que já tem filhos? Tem medo de não saber como enfrentar o seu novo papel? Atualmente, milhares de casais se separam e mais tarde encontram um novo companheiro. O que acontece com seus filhos e filhas? Normalmente continuam morando com a mãe e, em bem poucos casos, moram com o pai. Nesta situação, às vezes é difícil para a nova companheira se encaixar. Se esse for o seu caso, lembre-se: você não é a mãe. Ainda que frequentemente seja você a responsável por cuidar da alimentação, da escola, da saúde, etc., você deve buscar outro papel e construir, a partir dele, uma relação de afeto e sinceridade.

Fale com eles

O pior que você pode fazer é romper a comunicação. Meninos e meninas de qualquer idade têm capacidade de se comunicar. Eles ? e você também- precisam falar sobre o que está acontecendo, os medos, os desejos, a raiva e a alegria. Converse com eles, na língua deles, e diga o que pensa. Diga que você não quer substituir a verdadeira mãe e que você vai sempre ajudá-los, para que eles a amem e possam compartilhar atividades e passar tempo juntos com ela, mesmo que não morem mais na casa. Mostre que você também pode amá-los e que você não é somente a nova namorada do papai, mas também uma amiga de verdade. E acima de tudo, seja honesta com eles, com seu companheiro e com você mesma.

Quando mamãe não está viva

O que acontece quando a mãe verdadeira das crianças faleceu? Neste caso, a situação é bem diferente. Eles vão precisar muito mais de você do que se ela estivesse viva, mesmo se eles não estivessem morando com ela. Ainda assim, você não deve tentar substituir a mãe biológica. Se eles nasceram de outra mãe, é impossível substituí-la. No entanto, um vínculo materno pode nascer entre pessoas bem conscientes da situação. Você pode ajudá-los a processar a angústia e a aliviar a tristeza do vazio causado pela falta dela. Ajude-os a lembrar da mãe com alegria e faça com que vejam em você uma mãe do coração. Se você for capaz de amá-los incondicionalmente, eles lhe retribuirão esse amor multiplicado por mil.

http://discoverymulher.uol.com.br/para-pais/amor/o-certo-e-o-errado...

Comentário de Anna Karenina em 28 fevereiro 2012 às 11:09

Click here to find out more!

Comece um relacionamento com sinceridade

A importância de ser autêntica nos primeiros encontros. (Getty Images, DCI)

O melhor papel que podemos desempenhar é o de nós mesmos. Não criar falsas expectativas faz com que o relacionamento cresça sobre bases saudáveis.

Formando bases sólidas

Você não consegue entender como ele pôde mudar tanto em tão pouco tempo? Ela já não é mais aquela pessoa doce e carinhosa que você conheceu no primeiro encontro? Sempre ouvimos queixas desse tipo. No anseio de conquistar aquela pessoa que tanto nos interessa, acabamos desenvolvendo uma imagem distorcida de nós mesmos. Mesmo querendo construir uma relação duradoura, nos esquecemos de formar as bases sólidas do relacionamento. Uma das razões dessa atitude equivocada é a cobrança de uma sociedade competitiva e arrivista, e conquista amorosa acaba fazendo parte desse campo de batalha: a mulher tem de fazer o papel de uma pessoa atraente, enquanto o homem tem de bancar o sexy e desejável.

Uma falsa imagem

Muitas vezes isso nos obriga a renunciar aos nossos valores pessoais íntimos e verdadeiros. ?No começo, tudo parecia estar perfeito. Mas eu me sentia muito pressionada. Com o passar do tempo, não conseguia mais sustentar a imagem da mulher submissa que havia usado para conquistá-lo. Tudo me fazia reagir. Comecei a trabalhar fora de casa e ele não aceitou?, conta Andréa. Ela e o marido ficaram separados por dois anos. No entanto, eles sabiam que se gostavam e decidiram tentar mais uma vez. ?Dessa vez, impusemos regras bem claras e cada um teve de fazer uma auto-análise e perceber o que não estava dando certo. Foi difícil, mas continuamos juntos e estamos cada vez mais felizes?, afirma.

Sinceridade, sempre

Como podemos saber as preferências da pessoa com quem começamos nos encontrar? Existem pessoas intuitivas, como Andréa, que logo percebem as necessidades do outro e podem fabricar uma falsa imagem. Mas os primeiros problemas não demoram a aparecer. Talvez seja melhor você se mostrar como é, a porção mais verdadeira que cada um carrega dentro de si. No fascinante processo da conquista, é melhor correr o risco de não ter sucesso imediato a fracassar no futuro.

Mentira: a pior estratégia de conquista

Mentiras e verdades no primeiro encontro. (Getty Images, DCI)

O que será que a pessoa de quem você gosta e com quem está saindo pensa a seu respeito? Será que ela também gosta de você? Até que ponto você é capaz de fingir para conquistá-la?

Marketing pessoal na medida

"A primeira impressão é a que fica" é uma frase bem conhecida. Normalmente é isso que pensamos quando acontece o primeiro encontro com a pessoa que queremos conquistar. Existe também o ditado que diz "no amor e na guerra vale tudo". Mas até onde podemos inventar a nossa própria imagem? Isso soa estranho, já que estamos tentando descobrir como o outro é de verdade por trás das "máscaras" que costumamos usar no começo de uma relação. Não tem tanta importância quando se trata de um encontro casual. Mas se você está pensando em ter um relacionamento duradouro com essa pessoa, não convém se exceder no seu marketing pessoal, criando um produto difícil de se sustentar no mercado do amor.

Tamanho não é documento

É claro que todos acrescentamos uns pontos a mais na nossa imagem nos primeiros encontros. Fernanda, por exemplo, sempre se queixava de ter seios pequenos. O primeiro encontro com Gustavo, atualmente seu marido, foi na praia. "Comprei a parte de cima do biquíni bem maior e coloquei um bojo enorme", confessa Fernanda. "Passei a maior vergonha. Tempos depois, o Gustavo me confessou que tinha percebido tudo". Claro que o detalhe do busto não era o mais importante para ele, mas Fernanda podia ter estragado o encontro.

Insegurança

São as nossas próprias inseguranças que nos fazem construir um personagem revestido com todas as qualidades que pensamos não possuir. Mas será que isso funciona? "Tinha sonhado tanto com essa noite que estava disposta a fazer qualquer coisa para conquistá-lo", conta Silvana. "Sempre fui muito tímida e acho difícil me aproximar quando não conheço a pessoa. Achei que ele gostasse de mulheres sem preconceitos, que topam qualquer coisa na primeira noite. Coloquei uma roupa sexy e ousada, queria parecer uma pessoa provocante e desinibida. Sabe o que aconteceu? Estraguei tudo. Neste dia, fiz um papel ridículo. Depois fiquei sabendo que ele gosta de tomar a iniciativa e prefere conhecer as garotas aos poucos".

Na riqueza e na pobreza?

O dinheiro gera muitos conflitos no relacionamento. (Getty Images, DCI)

O dinheiro é um dos assuntos que mais geram conflitos no relacionamento dos casais. Como administrar de forma saudável as despesas em comum.

Sim, aceito

A fórmula do contrato de casamento inclui a expressão: na riqueza e na pobreza?. Depois de responder, sim, aceito, os recém-casados selam um compromisso que, apesar da benevolência do amor, implica em compartilhar os bens, sejam numerosos ou escassos, enquanto tiverem uma vida em comum. Com contrato assinado ou não, qualquer casal que já convive há algum tempo sabe que existem épocas de vacas gordas e de vacas magras, e que o dinheiro, pouco ou muito, não é um bem fácil de se administrar a dois. É tão complexo, que na grande maioria dos casos, é motivo de desavença entre os casais. E, pior ainda, muitos estimam que é a principal causa do fim dos casamentos. Na verdade não se trata das quantias, e sim dos conflitos que surgem em torno do dinheiro, tão complicados de se resolver.

Pós-modernismo

As cédulas têm um poder invisível que arruína nossas vidas? Como em tantas outras questões, o problema não é o dinheiro, e sim a forma como o utilizamos. O ponto de partida é passar a analisá-lo como um fim em si mesmo, ou até como um instrumento em função dos nossos valores. Vivemos no pós-modernismo, na cultura do consumo. O capitalismo alimenta os mitos sobre o dinheiro e lhe atribui poder. É uma fantasia, uma submissão, porque crer que o dinheiro dá poder é uma má interpretação. Deveria ser uma permuta pela qual é possível melhorar a qualidade de vida?, reflete a psicóloga Olga Ladowsky, que tem mais de trinta anos de experiência como terapeuta relacional.

Qualidade de vida

Queremos ser felizes e vivemos num mundo onde precisamos de dinheiro para obter bem-estar material; qual é a melhor forma de lidar com isso? É preciso definir de comum acordo a filosofia sobre o dinheiro?, responde a psicóloga. Qual é a qualidade de vida que você quer, quais são seus projetos e prioridades?. Entrando em acordo, não caímos no materialismo, mas como solucionar as brigas? Conversando e buscando equilíbrio em conjunto. A especialista é clara: cada pessoa tem diferentes inteligências e capacidades. Portanto o segredo é aproveitar as qualidades de cada membro do casal, para administrar melhor a economia em comum.

Respeito e consideração para resolver conflitos financeiros

Dinheiro e amor. (Getty Images, DCI)

O casamento tradicional é coisa do passado. Hoje, todo casal precisa encontrar uma forma satisfatória para administrar seus bens. Veja os desafios para a mulher.

A última briga?

Até poucas gerações atrás, a divisão de tarefas com relação ao dinheiro era mais clara para os casais: o marido fornecia o salário e a esposa comandava a economia doméstica. Hoje, porém, a mulher trabalha e recebe salário desde muito antes do casamento. Além disso, ganhar, gastar e guardar dinheiro são coisas que cada um faz de acordo com o que aprendeu, conforme sua cultura e decisões pessoais. Esses são elementos que entram em jogo quando um casal se depara com a delicada tarefa de colocar a economia em ordem. Não existe um manual com a fórmula mágica. Entretanto, um fato é universal: todos os casais precisam entrar em acordo sobre como, quando e onde investir seu capital.

Alerta

O que acontece quando a mulher ganha melhor do que o companheiro? Ou, pior ainda, quando ela tem emprego e ele não? São duas situações difíceis de suportar. Um erro comumente cometido pela mulher com relação ao dinheiro é usá-lo como elemento de castigo. Por exemplo, quando esbanja no cartão de crédito, a mulher renega sua insatisfação com o projeto de vida do casal e usa como punição a manipulação do dinheiro. Outro sinal de alerta é a necessidade de guardar dinheiro: ela também pode estar guardando? mágoa ou desconfianças em relação ao outro. Alguma vez você já se perguntou qual é o preço da sua felicidade?

Boas novas

Com o fim do modelo tradicional, surgem casais de todos os tipos. Existem os organizados, que controlam as despesas e dividem as tarefas e outros mais bagunçados, que vão comprando conforme o dinheiro entra, sem planejar muito. Existem os que têm necessidade de poupar; os que gastam quando têm dinheiro e que economizam quando falta. Há aqueles que fazem uma poupança em comum e outros que preferem guardar seu próprio dinheiro. São muitas as variantes. A boa notícia é que todas podem funcionar bem. A união é uma construção. A questão é se existem duas pessoas dispostas a construí-la com desejo, paixão e racionalidade?, explica a psicóloga Olga Ladowsky. No que você deve prestar atenção? O respeito e a comunicação são fundamentais para um bom relacionamento. Respeito não é adivinhação, suposição, nem pensar que você já sabe, e sim esperar a resposta do outro. E quando precisamos de resposta, respeito é saber perguntar e ouvir?. O esforço traz recompensas.

Conselhos para um encontro perfeito

Manter a calma no primeiro encontro. (Getty Images, Getty Images)

Daqui a pouco, vai rolar o primeiro encontro. Não deixe as preocupações atrapalharem. Sobre o que conversar, com que roupa ir e o que fazer para que tudo seja perfeito.

Vamos sair?

Até que enfim ele se animou em fazer o convite. Você relutou, mas no final, acabou aceitando. E agora? Daqui a pouco vai rolar o primeiro encontro, e a expectativa pode resultar em noites de insônia, um pouco de nervosismo e muitas dúvidas. Que roupa usar? Aonde ir? Será que vai ser divertido? Com certeza essas serão algumas - e apenas algumas - das perguntas que passarão pela sua cabeça (e pela dele também) antes que o programa aconteça. Mas, cuidado: não vale a pena ficar atormentada, porque a idéia é curtir a ocasião.

Vá com calma

Os especialistas em relacionamento afetivo são bem claros. "No primeiro encontro, o mais aconselhável é a naturalidade", opina uma terapeuta corporal, que trata de problemas de relacionamento há anos. "Não é bom interpretar um personagem e muito menos tentar ser alguém que você não é", acrescenta, com base em sua experiência. É por isso que ela aconselha a espontaneidade, a simpatia e a gentileza como as ferramentas mais indicadas para se aproximar de uma pessoa que você está começando a conhecer. Não é fácil conseguir tudo isso, porque a própria situação de dar os primeiros passos em um possível relacionamento por si só gera um pouco de tensão. Mas também não é impossível, principalmente se você seguir algumas orientações.

Prepare-se para sair

O planejamento do encontro pode ser, desde o início, uma boa maneira de descontração. Não importa o meio de comunicação (telefone, e-mail, etc.), é uma oportunidade de conversar com o seu novo amigo sobre os programas de que vocês mais gostam e pensar numa idéia que agrade aos dois. Um dado importante é a duração do encontro. É melhor pensar num programa curto, porque estender o tempo é sempre mais fácil. Assim você evita passar maus bocados caso alguma coisa não saia conforme o planejado.

O quesito roupa também é um grande motivo de preocupação. Logo depois de decidir o programa, a melhor opção é arrumar-se de acordo com o visual que vai ser adotado. Um bom conselho é dar prioridade ao conforto em vez de sofisticação. Você deve saber que para ficar sexy e atraente, nem sempre é preciso uma calça muito justa e nem um decote tão insinuante.

Guia para garantir sucesso no primeiro encontro

Como conquistar o amor. (Getty Images, Getty Images)

Ser pontual ou deixá-lo esperando? Parecer interessada ou misteriosa? Falar ou ouvir? São muitas as perguntas que fazemos antes do primeiro encontro. Felizmente, existem respostas.

Chegou o grande dia

Ansiedade, expectativa, friozinho na barriga. São muitas as sensações que surgem quando estamos prestes a sair pela primeira vez com um homem que nos interessa. Mas não é por isso que você vai pisar na bola. Depois de escolher a roupa, já está chegando a hora de sair para o encontro e, de repente, surge uma dúvida inesperada: ser pontual ou deixar esperando um pouco? A resposta é simples. Não há maior sinal de desinteresse ou falta de respeito do que chegar atrasada ao primeiro encontro. Tome cuidado para ter em mãos o endereço certo e procure sair com antecedência, para demonstrar que a sua intenção é curtir bons momentos ao lado dele.

As palavras certas

Quando duas pessoas estão começando a se conhecer, as palavras são muito importantes, um verdadeiro cartão de visitas. Então vale a pena seguir algumas dicas para não acabar sendo traída pelas palavras. Neste sentido, o melhor conselho é buscar um equilíbrio entre falar e ouvir. Procure ficar atenta ao tempo que você gasta falando em comparação com o que gasta ouvindo. Se houver um desequilíbrio, é melhor ouvir mais! ?É conveniente ser totalmente franca ou mais reservada?? Esta é uma pergunta muito freqüente nesse tipo de situação. O aconselhável é ser gentil e tentar fazer com que a outra pessoa se sinta especial. Mas sem exagerar nos comentários, senão você pode parecer desesperada. Também não é aconselhável falar sobre experiências amorosas anteriores, nem puxar conversas muito profundas em assuntos como sexo, religião, política e problemas pessoais. Este tipo de conversa acabará acontecendo, mas é melhor que seja com o tempo.

Curtir o momento

Não se esqueça de que o objetivo do primeiro encontro é ser agradável e que ele representa apenas uma porta que se abre. A sua vida não vai depender do resultado deste encontro. É apenas um começo, para que você e ele sintam se existe química. Se existir, ótimo! O segundo encontro não vai demorar muito. Se não houver, não se preocupe. Em breve outras oportunidades aparecerão. Relaxe e curta

Comentário de Anna Karenina em 28 fevereiro 2012 às 11:04

Comece um relacionamento com sinceridade

A importância de ser autêntica nos primeiros encontros. (Getty Images, DCI)

O melhor papel que podemos desempenhar é o de nós mesmos. Não criar falsas expectativas faz com que o relacionamento cresça sobre bases saudáveis.

Formando bases sólidas

Você não consegue entender como ele pôde mudar tanto em tão pouco tempo? Ela já não é mais aquela pessoa doce e carinhosa que você conheceu no primeiro encontro? Sempre ouvimos queixas desse tipo. No anseio de conquistar aquela pessoa que tanto nos interessa, acabamos desenvolvendo uma imagem distorcida de nós mesmos. Mesmo querendo construir uma relação duradoura, nos esquecemos de formar as bases sólidas do relacionamento. Uma das razões dessa atitude equivocada é a cobrança de uma sociedade competitiva e arrivista, e conquista amorosa acaba fazendo parte desse campo de batalha: a mulher tem de fazer o papel de uma pessoa atraente, enquanto o homem tem de bancar o sexy e desejável.

Uma falsa imagem

Muitas vezes isso nos obriga a renunciar aos nossos valores pessoais íntimos e verdadeiros. ?No começo, tudo parecia estar perfeito. Mas eu me sentia muito pressionada. Com o passar do tempo, não conseguia mais sustentar a imagem da mulher submissa que havia usado para conquistá-lo. Tudo me fazia reagir. Comecei a trabalhar fora de casa e ele não aceitou?, conta Andréa. Ela e o marido ficaram separados por dois anos. No entanto, eles sabiam que se gostavam e decidiram tentar mais uma vez. ?Dessa vez, impusemos regras bem claras e cada um teve de fazer uma auto-análise e perceber o que não estava dando certo. Foi difícil, mas continuamos juntos e estamos cada vez mais felizes?, afirma.

Sinceridade, sempre

Como podemos saber as preferências da pessoa com quem começamos nos encontrar? Existem pessoas intuitivas, como Andréa, que logo percebem as necessidades do outro e podem fabricar uma falsa imagem. Mas os primeiros problemas não demoram a aparecer. Talvez seja melhor você se mostrar como é, a porção mais verdadeira que cada um carrega dentro de si. No fascinante processo da conquista, é melhor correr o risco de não ter sucesso imediato a fracassar no futuro.

http://discoverymulher.uol.com.br/para-pais/amor/comece-um-relacion...

 
 
 

Sobre

             PRÊMIO  DARDOS OFERECIDOA BLOGUEIROS

Francisca de Caldas Menduiña

Últimas atividades


ADMINISTRADOR
Maria Iraci Leal comentou a postagem no blog Celebração da Morte de Jesus de Anna Karenina
"ANNA, MUITO GRATA PELO CONVITE.... COM CERTEZA SERÁ UMA LINDA CELEBRAÇÃO, GDE BEIJO MIL. "
4 minutos atrás

ADMINISTRADOR
Maria Iraci Leal marcou como favorita a postagem no blog Celebração da Morte de Jesus de Anna Karenina
7 minutos atrás

ADMINISTRADOR
Maria Iraci Leal marcaram como favorito a discussão " ADEUS" de Maria |Helena Campos da Paz
10 minutos atrás

ADMINISTRADOR
Maria Iraci Leal comentou a postagem no blog CRISTAL QUEBRADO... POEMAS MIL. de Maria Iraci Leal
"SELDA KALIL MUITO GRATA MINHA LINDA FLOR DA POESIA, DOÇURA DE MENINA, ESTA CIRANDA ESTÁ NOS FAZENDO MUITO BEM, VAMOS PERCORRENDO AVENIDAS E TEMAS, RSRSRSRS... GDE BEIJO MIL. "
14 minutos atrás

ESCRITORES E POETAS
Posts no blog por CLÁUDIO DOMINGOS BORGES
22 minutos atrás

ADMINISTRADOR
Maria Iraci Leal comentou o grupo Que tal um Dueto? de Anna Karenina
"QUERIDA NIEVES, NÃO TINHA VISTO ESTAS NOTICIAS.... QUE DEUS CONFORTE A TODOS VCS, É MUITO TRSTE PERDER OS NOSSOS ENTES QUERIDOS...SÓ EM DEUS MINHA AMIGA... QUE TODOS FIQUEM EM PAZ E TENHAM MUITA FORÇA PARA ATRAVESSAR ESTE…"
29 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog A GEOGRAFIA DO TEU CORPO de Sephora Christt
"BELISSIMA GEOGRAFIA ONDE SO QUEM AMA OU QUEM AMOU CONHECE APLAUSOS PELA INTELIGENCIA DE SEUS VERSOS GDE BEIJO QUERIDA "
34 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL respondeu à discussão " ADEUS" de Maria |Helena Campos da Paz no grupo ACRÓSTICOS/ DEPRESSÃO E POESIA
"Sempre encantadora minha amiga Belíssimo acróstico derramando sentimentos Aplausos minha flor amiga Meu carinho "
39 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog CRISTAL QUEBRADO... POEMAS MIL. de Maria Iraci Leal
"Maravilhosamente  bem inspirado O cristais quando se quebram e como se nos faltassem algo sem preço Aplausos amada pela belíssima obra poética....Nota milllllllllllllllllllll Gde beijo Gde beijo minha flor "
49 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL respondeu à discussão PARABÉNS ALEXANDRE HELENO DE CASTILHOS! FELIZ ANIVERSÁRIO! de Maria |Helena Campos da Paz no grupo PARABÉNS, MUITOS ANOS DE VIDA
"PARABÉNS AMIGO POETA QUE DEUS LHE ABENÇOE...FELICIDADES SEMPRE MEU ABRAÇO "
56 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL respondeu à discussão FELIZ ANIVERSÁRIO BARÃO DA MATA! de Maria |Helena Campos da Paz no grupo PARABÉNS, MUITOS ANOS DE VIDA
"PARABÉNS POETA E DESCULPE PELO ATRASO RSRSRSR FELICIDADES E QUE DEUS LHE ABENÇOE MEU ABRAÇO "
57 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL respondeu à discussão SOAROIR DE CAMPOS de Neyde Maria F, Cruz no grupo ACRÓSTICOS/ DEPRESSÃO E POESIA
"BELISSIMA HOMENAGEM MINHA AMIGA SOUBE CONDUZIR ESTE ACRÓSTICO COM BASTANTE SABEDORIA PARABÉNS AMIGA PELA HOMENAGEM A NOSSA POETISA SOACIR BEIJOS A VOCES DUAS "
59 minutos atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou o vídeo de Jota
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog Sem título de Anna Karenina
"LINDO DEMAIS AFFFF OBRIGADA AMIGA PELA BELA POSTAGEM BEIJOSSSSSSSS "
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog poetando de Pr.silvano da silva
"SEMPRE LINDO TUDO QUE ESCREVES VALE A PENA LER ,POIS SÃO BASTANTE REFLEXIVOS PARABÉNS E QUE DEUS LHE ABENÇOE MEU ABRAÇO "
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog Luz nas sombras (reeditado) de José Lourenço Florentino
"SEMPRE EM REFLEXÃO SEUS BELOS TEXTOS PARABÉNS AMIGO POETA MEU ABRAÇO"
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog Eu mereço. de Aécio Kauffmann Colombo da Silva
"UM POEMA BEM REDIGIDO E EXPLICATIVOS NOTORIOS APLAUSOS PELA INTELIGENCIA DE SEUS VERSOS MEU ABRAÇO"
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog Celebração da Morte de Jesus de Anna Karenina
"ANNA O ANO PASSADO EU PARTICIPEI DESTA CELEBRAÇÃO VALE A PENA ASSISTIR...É LINDÍSSIMO OBRIGADA AMIGA PELO CONVITE GDE BEIJO E FELIZ PÁSCOA "
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL respondeu à discussão PARABÉNS QUERIDA LUCIANA, MUITOS ANOS DE VIDA! de Maria Iraci Leal no grupo PARABÉNS, MUITOS ANOS DE VIDA
"OI LUCIANA..DESCULPE O ATRASO ,POIS CHEGUEI AGORA RSRSRSR PARABÉNS QUERIDA....QUE DEUS LHE ABENÇÕE HOJE E SEMPRE PARABÉNS "
1 hora atrás

ADMINISTRADOR
SELDA KALIL comentou a postagem no blog APRENDER A AMAR AMANDO... de Nieves María Merino Guerra-Nimar
"OI AMIGA NINAR SUAS MENSAGENS SÃO SEMPRE LINDAS E ACOLHEDORAS FELIZ PÁSCOA QUERIDA...QUE DEUS LHE ABENÇOE "
1 hora atrás

Notas

Compreeendemos Maria Helena a sua ausência

Criado por Mileidi Consalter 7 Out 2013 at 15:28. Atualizado pela última vez por Mileidi Consalter 7 Out, 2013.

AMIGOS! ME PERDOEM!

Criado por Maria |Helena Campos da Paz 7 Out 2013 at 15:16. Atualizado pela última vez por Maria |Helena Campos da Paz 7 Out, 2013.

Badge

Carregando...

© 2014   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço