O VERDADEIRO AMOR NOS LEVA AO PERDÃO

Lembre-se de que nos ciúmes existe mais amor próprio do que verdadeiro amor. Um amor pensado, repensado não nos deixa estressado, nem cansado, mas inebriado e com reflexos terapêuticos titulados de união forte sem transfugacidade de um lado e do outro, pois os nossos corações estão anelados no mais repleto amor.

Somos linhas paralelas em que nosso amor se esconde; o encontro de ambas as linhas não se sabe quando e onde, talvez nesse mundo, nesse orbe ou em outros mundos que teremos um dia que passar. Para o nosso amor no mundo viver é sonhar em vão dor é o pão de cada dia a morte é libertação. A morte não é o fim de tudo, pois somos imortais, somos seres inteligentes que povoam o universo.

O amor verdadeiro merece perdão para todas as vidas, menos para as vidas sem amor. A loucura nos leva ao desejo, a pensar invertido, mas não se sinta perdido sem amor, visto que, é o desejo irresistível de ser irresistivelmente desejado. Não me deste nenhuma atenção, hoje, mais clamo imploro um instante a sua atitude de mulher de grande coração redentor.

No suave mistério dos espaços, a Terra escura e triste se povoa e nos conduz. No amor, na vida há contradições, como seja gelo e chama não amar ás vezes é ser prudente, e quem é prudente não ama. Não diríamos assim, pois o amor é sublimado. O homem sem amor no coração é um ser oco, isto é sem nada em seu interior perplexo.

O amor é a poesia dos sentidos, é o canto dos belos passarinhos ele tem o papel de atenuar todos os nossos pecados, na mesma proporção em que nos inspiramos, usando os olhos para expressar os vis desejos, mas não é soberba e nem o egoísmo, pois só o amor fortalece os corações dos amantes inveterados e os que sofrem com a desilusão e o amor em esplendor. 

O amor fraternal, o amor maternal, o amor carnal fazem parte da nossa existência, e o maior prazer e satisfação é amar e ser amado com as bênçãos divinas. O grito admoesta sem alaridos, mas com ternuras no âmago do meu coração corre sangue pulsante, no entanto, ardiloso não filo os defeitos alheios e sim o que é fácil e menos complexo.

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-FORTALEZA/CEARÁ

 

 

 

 

Exibições: 195

Últimas atividades


Escritor
Zeca-Avelar compartilhou o post do blog de Maria |Helena Campos da Paz em Facebook
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar marcou como favorita a postagem no blog AMIGOD QUERIDOS de Maria |Helena Campos da Paz
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar comentou a postagem no blog AMIGOD QUERIDOS de Maria |Helena Campos da Paz
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar marcaram como favorito o perfil de Maria |Helena Campos da Paz
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar marcou como favorita a postagem no blog RP de Zeca-Avelar
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar comentou a postagem no blog Zilah a Iluminada de Zeca-Avelar
1 hora atrás

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog Zilah a Iluminada de Zeca-Avelar
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conferindo "Zilah a Iluminada" no revista virtual metamorphosis: https://t.co/jTK4MsznZ0
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog Zilah a Iluminada de Zeca-Avelar
"Maravilhoso!"
2 horas atrás

Escritor
5 posts do blog de Manuel Mar foram destacados
2 horas atrás

Escritor
9 posts do blog de Antonio Paiva Rodrigues foram destacados
2 horas atrás

Escritor
O post do blog de PAOLO LIM foi destacado
2 horas atrás

Escritor
3 posts do blog de Zeca-Avelar foram destacados
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog BEIJOS APAIXONADOS de Antonio Paiva Rodrigues
"Belo texto!"
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog AS MEIAS VERDADES de Manuel Mar
"Parabéns!"
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conferindo "AS MEIAS VERDADES" no revista virtual metamorphosis: https://t.co/98F7aElM7R
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog AS MEIAS VERDADES de Manuel Mar
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog giz apagado de Anna Karenina
2 horas atrás

Administrador
O post do blog de Anna Karenina foi destacado

giz apagado

Giz apagado.As vezes nem sei se minha sombra existe mais...Sairei a francesa sem incomodar nem avisar ninguém.Sou um ponto fraco de giz !Luz de candeia na ventania esperando a tempestade chegar...Anna K.Ver mais...
2 horas atrás

Administrador
Posts no blog por Anna Karenina

giz apagado

Giz apagado.As vezes nem sei se minha sombra existe mais...Sairei a francesa sem incomodar nem avisar ninguém.Sou um ponto fraco de giz !Luz de candeia na ventania esperando a tempestade chegar...Anna K.Ver mais...
2 horas atrás

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U