EGOÍSMO

“Contente-se com o que tem. Não se entristeça porque não está entre os mais ricos e afortunados. Não é o muito ou o pouco que faz a sua felicidade. Você pode viver feliz tendo muito ou pouco e ser infeliz, mesmo sendo rico, por não ter o bastante. O que interessa é à sua maneira de ver os bens, a sua espiritualidade. Recorde o que o Senhor Jesus ensinou: “A vida de cada um não está na abundância das coisas que possui”. (Lourival Lopes).

O egoísmo nomeia um amor próprio excessivo, que leva um indivíduo a olhar só para as suas opiniões, interesses e necessidades, e que despreza as necessidades alheias. A pessoa que trata só de seus interesses, que carrega consigo os sentimentos do egoísmo é adjetivada de egoísta. Egoísmo é um exclusivismo que faz o indivíduo se referir tudo a si próprio. É um orgulho, uma presunção. Em psicologia, a atitude intelectual daquele que tudo se refere ao próprio eu, é chamada de egocentrismo. O egoísmo é um comportamento que leva o indivíduo a desejar total exclusividade sobre o sentimento alheio, gerando ciúme, um sentimento negativo, que quando exagerado torna-se paranoia. O altruísmo é o contrário de egoísmo, ou seja, um comportamento de quem tem amor ao próximo, que é abnegado, solidário com os outros. Para os budistas, ao se atingir o estado de Nirvana, através da meditação, se chega à libertação, considerada a última etapa a ser alcançada pela filosofia budista. Nele é possível se livrar do egoísmo, do orgulho, da inveja e de outros males, sentimentos que afligem o ser humano.

Podemos considerar o egoísmo como chaga da humanidade. Esse filho do orgulho é o causador de toda as misérias do mundo terreno. É a negação da caridade e, por conseguinte, o maior obstáculo à felicidade dos homens. O egoísmo é a fonte de todos os vícios. O egoísmo é irmão do orgulho e procede das mesmas causas. É uma das mais terríveis enfermidades da alma, é o maior obstáculo ao melhoramento social. O egoísmo é a persistência em nós desse individualismo feroz que caracteriza o animal, como vestígio do estado de inferioridade pelo qual todos já passamos. É o amor degenerado do vosso eu, a lancinante e aguda seja que, ferindo a terceiros pela ingratidão, vos fere a vós mesmos. O egoísmo que se traduz como amor ao próprio eu, é enfermidade de largo porte, em cujo campo medram problemas e desaires (desdouro, deselegância, grosseria, inconveniência, desgraça, vergonha, vexame), de complexidades diversas. Poderíamos citar muitos significados da palavra epigrafada, no entanto, faremos no decorrer dessa narração.

É bom frisar que existem vários tipos de egoísmo como o familiar, individual, sectário. O que o Livro dos Espíritos de Allan Kardec diz sobre o egoísmo? Basicamente as respostas estão nas questões 913 a 917. O Evangelho Segundo o Espiritismo também fala com propriedade sobre o egoísmo. No item 11 vemos o seguinte: “O egoísmo, esta chaga da humanidade, deve desaparecer da Terra, porque impede o seu progresso moral. É ao Espiritismo que cabe a tarefa de fazê-la elevar-se na hierarquia dos mundos. O egoísmo é, portanto, o alvo para o qual todos os verdadeiros crentes devem dirigir suas armas, suas forças e sua coragem. Digo coragem, porque esta é a qualidade mais necessária para vencer-se a si mesmo do que para vencer aos outros. Que cada qual, portanto, dedique toda a sua atenção em combatê-lo em si próprio, pois esse monstro devorador de todas as inteligências, esse filho do orgulho, é a fonte de todas as misérias terrenas. Ele é a negação da caridade, e por isso mesmo, o maior obstáculo à felicidade dos homens.

Jesus vos deu o exemplo da caridade, e Pôncio Pilatos o do egoísmo. Porque, enquanto o Justo vai percorrer as santas estações do seu martírio, Pilatos lava as mãos, dizendo: Que me importa! Disse mesmo aos judeus: Esse homem é justo, por que quereis crucificá-lo? E, no entanto, deixa que o levem ao suplício. É a esse antagonismo da caridade e do egoísmo à invasão dessa lepra do coração humano, que o Cristianismo deve não ter ainda cumprido toda a sua missão. E é a vós, novos apóstolos da fé, que os Espíritos superiores esclarecem, que cabem a tarefa e o dever de extirpar esse mal, para dar ao Cristianismo toda a sua força e limpar o caminho dos obstáculos que lhe entravam a marcha. Expulsai o egoísmo da Terra, para que ela possa elevar-se na escala dos mundos, pois já é tempo de a humanidade vestir a sua toga viril, e para isso é necessário primeiro expulsá-lo de vosso coração. (Pascal, Sens 1862). O egoísmo é a negação da caridade. Ora, sem caridade não há tranquilidade na vida social, e digo mais, não há segurança.

Com o egoísmo e o orgulho, que andam de mãos dadas, essa vida será sempre uma corrida favorável ao mais esperto, uma luta de interesses, em que as mais santas afeições são calcadas aos pés, em que nem mesmo os sagrados laços de família são respeitados. Não sejamos jamais egoístas. O egoísmo está na imperfeição humana e essa imperfeição pesa muito na vida dos seres hominais. Estimulando a predominância da vida moral sobre a vida material. Quanto mais vivemos entregues aos cuidados materiais, mais arraigado é o egoísmo. A nossa personalidade torna-se extremamente valiosa e a necessidade de nos defendermos das outras pessoas dificulta a prática de algum bem que queiramos fazer. Nem todos os que de nós se aproximam são elementos perigosos a ameaçarem o nosso bem-estar. Os menos felizes são criaturas mais necessitadas a esperar o nosso afeto e compreensão, a ajuda o estímulo, para viverem de forma sadia. Todos nós trazemos a chama do amor do Pai, aguardando ocasião propícia para desenvolver e iluminar. (Fonte: Perfeição Moral de Celeste Santos Editora Luz no Lar).

Na questão 917 do Livro dos Espíritos diz qual o meio de acabar com o egoísmo. Na minha opinião é tentarmos deixar de ser egoísta e passar a amar os nossos irmãos, perdoando-lhes como o Mestre Jesus nos ensinou, mas para complementar colocaremos uma parte da questão 917 para que fique mais explicito o que Kardec com ajuda dos Espíritos disse: “917. Qual é o meio de se destruir o egoísmo? — De todas as imperfeições humanas, a mais difícil de desenraizar é o egoísmo, porque se liga à influência da matéria, da qual o homem, ainda muito próximo da sua origem, não pôde libertar-se. Tudo concorre para entreter essa influência: suas leis, sua organização social, sua educação. O egoísmo se enfraquecerá com a predominância da vida moral sobre a vida material, e sobretudo com a compreensão que o Espiritismo vos dá quanto ao vosso estado futuro real e não desfigurado pelas ficções alegóricas. O Espiritismo bem compreendido, quando estiver identificado com os costumes e as crenças, transformará os hábitos, as usanças e as relações sociais. O egoísmo se funda na importância da personalidade; ora, o Espiritismo bem compreendido, repito-o, faz ver as coisas de tão alto que o sentimento da personalidade desaparece de alguma forma perante a imensidade. Ao destruir essa importância, ou pelo menos ao fazer ver a personalidade naquilo que de fato ela é, combate necessariamente o egoísmo. {...}.

Procuremos incentivar a prática do bem, do amor, da fraternidade, da caridade, do perdão e que sejamos mais espiritualistas, do que materialistas, bem como procurar ajudar os mais necessitados, os estropiados e vivermos em paz em família praticando o Evangelho do Lar. Uma passagem muita bonita e que nos ensina muita coisa citaremos aqui. “Comprova esta verdade um testemunho de Santo Ambrósio. Quando comentava a passagem do Salmo: “Tenho aliança com todos os que Vos temem”; – exprimiu-se nestes termos: “Assim como dizemos que um membro participa [dos bens] de todo o corpo, assim também há uma união entre todos os que temem a Deus” Por isso é que Cristo nos prescreveu uma fórmula de oração em que devíamos dizer: “O pão nosso”, e não “pão meu”. Assim também, em outras petições, não devemos pensar em nós exclusivamente, mas atender à salvação e ao bem-estar de todos [os nossos semelhantes]. Mantenha longe da sua vida o egoísmo. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA ALOMERCE- DO PORTAL CEN (LUSO-BRASILEIRO) JORNALISTA

Exibições: 160

Últimas atividades


Escritor
Zeca-Avelar compartilhou o post do blog de Maria |Helena Campos da Paz em Facebook
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar marcou como favorita a postagem no blog AMIGOD QUERIDOS de Maria |Helena Campos da Paz
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar comentou a postagem no blog AMIGOD QUERIDOS de Maria |Helena Campos da Paz
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar marcaram como favorito o perfil de Maria |Helena Campos da Paz
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar marcou como favorita a postagem no blog RP de Zeca-Avelar
1 hora atrás

Escritor
Zeca-Avelar comentou a postagem no blog Zilah a Iluminada de Zeca-Avelar
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog Zilah a Iluminada de Zeca-Avelar
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conferindo "Zilah a Iluminada" no revista virtual metamorphosis: https://t.co/jTK4MsznZ0
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog Zilah a Iluminada de Zeca-Avelar
"Maravilhoso!"
2 horas atrás

Escritor
5 posts do blog de Manuel Mar foram destacados
2 horas atrás

Escritor
9 posts do blog de Antonio Paiva Rodrigues foram destacados
2 horas atrás

Escritor
O post do blog de PAOLO LIM foi destacado
2 horas atrás

Escritor
3 posts do blog de Zeca-Avelar foram destacados
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog BEIJOS APAIXONADOS de Antonio Paiva Rodrigues
"Belo texto!"
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog AS MEIAS VERDADES de Manuel Mar
"Parabéns!"
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conferindo "AS MEIAS VERDADES" no revista virtual metamorphosis: https://t.co/98F7aElM7R
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog AS MEIAS VERDADES de Manuel Mar
2 horas atrás

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog giz apagado de Anna Karenina
2 horas atrás

Administrador
O post do blog de Anna Karenina foi destacado

giz apagado

Giz apagado.As vezes nem sei se minha sombra existe mais...Sairei a francesa sem incomodar nem avisar ninguém.Sou um ponto fraco de giz !Luz de candeia na ventania esperando a tempestade chegar...Anna K.Ver mais...
2 horas atrás

Administrador
Posts no blog por Anna Karenina

giz apagado

Giz apagado.As vezes nem sei se minha sombra existe mais...Sairei a francesa sem incomodar nem avisar ninguém.Sou um ponto fraco de giz !Luz de candeia na ventania esperando a tempestade chegar...Anna K.Ver mais...
2 horas atrás

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U