Era o ano de 1945, nasci, minha família numerosa, 16 irmãos, a situação não estava muito fácil para meus pais, os meus três irmãos mais velhos foram morar com minha avó materna, a situação financeira dela era bem mais confortável do que na nossa casa, até que um fazendeiro nos cedeu um de seus terrenos e foi feito a nossa casa de três cômodos, uma casinha no meio de uma imenso pasto.

Minha família muito pobre, mas quanta liberdade pra mim brincar naquela imensidão de espaço e quantos perigos também! E o tempo não para, com meus 7 anos entro no primeiro ano na escola, um ano de paraíso, minha primeira professora, a inesquecível D.ª Maria do Carmo, permitia que seus alunos gostassem imensamente de estudar, eu ia muito bem cada prova um 10, 10... fora os elogios que me estimulava mais. Mas o tempo não parava, no outro ano outra professora, nos meus entendimentos de agora, ela não era má, mas a primeira mestra era inigualável, tive um desestímulo total, um dia, resolvi que não iria na escola, minha mãe muito enérgica disse: -- você vai! Eu debati: --- não vou! Não deu outra, ela procurou uma vara que era fácil ser apanhada naquela imensidão de arvoredo, tive de mudar de opinião e falei já estou indo, por causa disso minha mãe não confiando em mim, disse que me acompanharia até à escola,  eu raciocinei rápido, iria correndo, nos mais ou menos 500 metros percorridos chegaria sozinho, imagina a vergonha de ser levado pela mãe na escola e fiz exatamente isto, até hoje não consigo compreender, porque eu cheguei na escola sento na minha carteira, pois a aula já havia começado e quem eu vejo na janela? A minha mãe!...

E o tempo continuava na sua corrida louca, logo já estava na idade adulta, vinte e poucos anos, até que levava a sério o meu trabalho na gráfica, onde funcionava o jornal da  cidade também, levei a sério a minha conclusão do segundo grau noturno, (contabilidade, mas só a teoria, pois não trabalhava em escritório) entre meus divertimentos, gostava de jogar sinuca, jogava a valer mesmo, quantas noites a dentro lá estava eu ganhando ou perdendo meu pouco dinheirinho.

Um dia me aconteceu uma coisa mais importante, ao sair do trabalho, já era uma tardezinha prestes a escurecer, de longe eu a vi, ao aproximar me encantei, a cumprimentei, fui contemplado com um encantador sorriso, daí o namoro, depois o casamento e o tempo não parava, vieram os filhos 5 o total, agora 37 anos de sólida união, ela sempre me fala:

--- Antes de casarmos, tentaram por lenha na fogueira dizendo:

--- Nossa! Você vai casar com ele? Está perdida, ele não vai largar a sinuca nunca! e tem mais como você vai fazer com a mãe dele que é católica roxa, e você sendo evangélica? Eu apenas respondi:

--- Quanto ao jogo, tentarei impedir que continue, quanto à mãe dele, eu não estou casando com ela e sim com ele, (e as duas se deram maravilhosamente bem, até que minha querida mãe partiu deste mundo) e acho que consegui porque nestes anos todos você só dedicou somente ao nosso lar, não é mesmo?     

Exibições: 79

Respostas a este tópico

 José Lourenço Florentino

Foi um prazer conhecer um pouco mais de você, linda história de vida, grata por compartilhares, bjs MIL.

RSS

Últimas atividades


Administrador
2 posts do blog de SELDA KALIL foram destacados
45 minutos atrás

Escritor
3 posts do blog de Idelfonso vasconcelos pereira foram destacados
45 minutos atrás

Administrador
5 posts do blog de Maria Iraci Leal (Adm) foram destacados
48 minutos atrás

Administrador
Neuza de Brito Carneiro marcou como favorita a postagem no blog Amor não se transforma de hora em hora... de ALDA R M G TOLEDO
48 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Amor não se transforma de hora em hora... https://t.co/GWK8bZlq7l
Twitter53 minutos atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina compartilhou o post do blog de ALDA R M G TOLEDO em Facebook
53 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conferindo "Amor não se transforma de hora em hora..." no revista virtual metamorphosis: https://t.co/PtpanYIXIf
Twitter54 minutos atrás · Responder · Retweet

Administrador
Neuza de Brito Carneiro marcou como favorita a postagem no blog Tudo será tão romântico quanto você sonhou_Texto_Sidnei Piedade de Sidnei Piedade
54 minutos atrás

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog Amor não se transforma de hora em hora... de ALDA R M G TOLEDO
"Lindo!"
54 minutos atrás

Escritor
13 posts do blog de Antonio Paiva Rodrigues foram destacados
55 minutos atrás

Escritor
2 posts do blog de Sidnei Piedade foram destacados
56 minutos atrás

Escritor
8 posts do blog de Manuel Mar foram destacados
56 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Tudo será tão romântico quanto você sonhou_Texto_Sidnei Piedade https://t.co/1X7hvPzFK9
Twitter59 minutos atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina compartilhou o post do blog de Sidnei Piedade em Facebook
1 hora atrás

Administrador
Anna Karenina marcou como favorita a postagem no blog Tudo será tão romântico quanto você sonhou_Texto_Sidnei Piedade de Sidnei Piedade
1 hora atrás
Ícone do perfil via Twitter
Conferindo "Tudo será tão romântico quanto você sonhou_Texto_Sidnei Piedade" no revista virtual metamorphosis: https://t.co/v5cHkhn03S
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog Tudo será tão romântico quanto você sonhou_Texto_Sidnei Piedade de Sidnei Piedade
"Maravilhoso texto caro poeta!"
1 hora atrás
Ícone do perfil via Twitter
OS MELHORES MOMENTOS DA VIDA https://t.co/xsUNivEszW
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet

Administrador
Anna Karenina compartilhou o post do blog de Antonio Paiva Rodrigues em Facebook
1 hora atrás

Administrador
Anna Karenina comentou a postagem no blog OS MELHORES MOMENTOS DA VIDA de Antonio Paiva Rodrigues
"Parabéns!"
1 hora atrás

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U