ONDE NASCEU JESUS, O CRISTO?

“O amor é a força divina que frequentemente aviltamos. Tomamo-la pura e simples da vida com que o Senhor nos criou e com ela inventamos o ódio e o desequilíbrio, a crueldade e o remorso, que nos fixam indefinidamente nas sombras. Quase sempre, é mais pelo amor que nos enredamos em pungentes laboriosos no tocante à Lei... amor mal interpretado... mal conduzido...” (Chico Xavier).

Alma é um ser concreto, com individualidade, porque, mesmo durante a vida, é esse ser ao qual se deu o nome de alma ou de espirão, que pode separar-se do corpo e manifestar sua realidade objetiva nos fenômenos de desdobramentos. A alma é o princípio da vida, a causa da sensação, é a força invisível - indissolúvel que rege o nosso organismo e, mantém o acordo entre todas as partes de nosso ser. Jesus Cristo é o príncipe da paz. Jesus, pois, é um desses Espíritos diretores e protetores de mundos, e a missão de dirigir a nossa Terra, com o concurso de outros Espíritos subordinados em pureza à sua pureza por excelência, lhe foi outoguarda, como um prêmio à sua perfeição imaculada, em épocas que se perdem nas eternidades do passado.

Teólogos, arqueólogos, cientistas, procuram descobrir os mistérios sobre o Mestre Jesus, o Cristo. A indagação é a seguinte: Onde nasceu Jesus? Os estudiosos simplesmente dizem: “Ele não nasceu em Belém, nem na época do Natal”. O sino que bate nas canções natalinas não é o de Belém. E também não foi no dia 25 de dezembro que ele nasceu. E aí, o que os senhores acham da apuração dos estudiosos, arqueólogos e cientistas? Seri verdade ou não? Tudo o que sabemos sobre o nascimento de Jesus está nos Evangelhos de Mateus e Lucas, e são versões bem diferentes.

O grande físico inglês, sir Oliver Lodge, escreveu uma pequena obra, sintetizando as conquistas da ciência e da filosofia, no terreno do conhecimento do homem em si mesmo, para concluir, de acordo com as novas perspectivas abertas pelo Espiritismo, em favor da tese renovadora de que o homem é ainda um processo em desenvolvimento. Esta tese contradiz os dogmas religiosos que dão ao homem como obra consumada de Deus, mas não contradiz os ensinamentos mais profundos e mais antigos das escrituras sagradas, em que as religiões procuram assentar as suas bases, nem contradiz o resultado das modernas pesquisas científicas e a mais avançada concepção filosófica da origem e do destino do homem.

Em Mateus, José e Maria aparentemente viviam em Belém quando ela deu à luz. No Evangelho de Lucas, eles moravam em Nazaré, e só se deslocaram até Belém porque Augusto, o imperador romano, decretou que todos os habitantes do império deveriam ir até a cidade onde nasceram seus ancestrais para participar de um censo. Como José, segundo narrativa, era descendente do rei Davi, que nasceu em Belém, ele e a esposa foram até lá. Evangelhos a parte, hoje é consenso entre os historiadores de que Jesus nasceu mesmo em Nazaré. (Fonte: Revista Superinteressante).

Tanto Mateus quanto Lucas dizem que Jesus nasceu em Belém com o objetivo de dizer metaforicamente, simbolicamente, que ele é o “novo rei Davi’, diz o teólogo americano John Dominic Crossan, um dos maiores especialistas na história do cristianismo” e outros descartam Belém por um motivo do ponto de vista dos evangelistas, seria mais simples dizer que ele nasceu e cresceu em Belém mesmo – e então mudou para o Mar da Galileia , onde começou a pregar. Mas como os textos se dão ao trabalho  de dizer que ele veio de Nazaré, uma cidade que não tinha nada de especial, o mais provável é eles ele tenha nascido lá mesmo.

Mais: o motivo que Lucas dá para José e Maria teria ido a Belém não existiu. O governo de Augusto é extremamente bem documentado. E não há registro de censo nenhum. Menos ainda um em que as pessoas teriam que “voltar à cidade de seus ancestrais”. Outro consenso e o de que Jesus nasceu “antes de Cristo”. A fonte ai é a própria Bíblia. Mateus e Lucas dizem que ele veio ao mundo durante o reinado de Herodes, o Grande( não confundir com Herodes Antipas, seu filho, o soberano da Galileia  Durante a fase adulta de Jesus). Bom, como esse reinado terminou em 4 a.C..., ele não pode ter nascido depois disso.

É verdade que Jesus não nasceu no ano I, e nem mesmo no dia 25 de dezembro, mas dizer que Jesus, nasceu antes do Cristo, é ignorância religiosa. Jesus e Cristo são a mesma pessoa. Jesus é o Cristo encarnado. Acho que os teólogos estão redondamente enganados ou seus posicionamentos precisam de mais estudos. Irineu Rabuke, da PUCRS precisa fazer novas investigações. O nascimento de Jesus foi pela Igreja Católica, criado para o dia 25 de dezembro em homenagem ao rei Sol, pois os católicos absorveram muitos mitos dos Egípcios.

É bom lembrar que a “Missa” também não é criação católica, pois a missa veio do Egito Antigo. Os estudiosos falam sobre o Solstício que é um acontecimento astronômico que significa o início do Verão ou do Inverno. É a época do ano em que o sol incide com maior intensidade em um dos dois hemisférios. Durante o solstício, o Sol (visto da Terra) surge no ponto mais afastado do equador celeste ao realizar o seu movimento aparente no céu. O solstício corresponde ao instante em que o Sol atinge a sua declinação máxima ou mínima, dependendo do hemisfério em questão.

No solstício de Verão o Polo Norte apresenta uma inclinação de 23,5º em direção ao Sol, enquanto no solstício de Inverno o Polo Norte fica afastado do Sol com uma inclinação de 23,5º. Tal como o equinócio (que ocorre em março e setembro), o solstício também ocorre duas vezes por ano, nos meses de junho e dezembro, marcando o início das estações do ano, que são contrárias em cada hemisfério. O solstício de verão determina que a duração do dia será a mais longa do ano. O solstício de inverno indica que a duração da noite será a mais longa do ano. Natal, a festa então, é pela vida, que a partir daí volta a florescer.

Por isso mesmo, o solstício de inverno foi celerado com festa em boa parte das culturas humanas, desde sempre. O círculo de pedras de Stonehenge, por exemplo. Por esse ponto de vista, dá para dizer que o monumento pré-histórico inglês é, no fundo, uma enorme árvore de Natal. De acordo com a tradição o primeiro a montar uma árvore de Natal em sua residência foi o reformador Martinho Lutero. Em uma noite de dezembro, ao passear por um bosque em meio a muita neve, ele percebeu que o pinheiro era a única árvore que mantinha a sua folhagem em meio ao frio extremo.

Em meio a um ambiente excessivamente inclemente e adverso, o pinheiro mantinha-se firme, com seus galhos e folhas verdes e viçosos. Assim, ele pegou um e levou para a sua casa, enfeitando-o com velas. Vejam como é complicada a história e quem seria o “dono da verdade”? Diz o site protestante  “Sola Scriptura”: O Natal é uma das principais tradições do sistema corrupto chamado Babilônia, fundado por Nimrode, neto de Cam, filho de Noé. O nome Nimrode se deriva da palavra “marad”, que significa “rebelar”. Nimrode foi poderoso caçador contra Deus (Gn 10:9). (…) A comemoração do Natal é um mandamento (uma tradição) de homens e isto não agrada a Deus (…). Não podemos honrar e agradar a Deus com elementos de celebrações pagãs. E aí senhores quem está com a razão? Pense nisso!

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AOUVIRCE E DA ALOMERCE

.

 

 

 

Exibições: 112

Últimas atividades


Escritor
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
2 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Manuel Mar
2 horas atrás

Escritor
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
5 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Elisiário Luiz
9 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues adicionou uma discussão ao grupo CONTOS, CRÔNICA, PROSA E MUITO MAIS...
13 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Antonio Paiva Rodrigues
13 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UMA LINDA NATUREZA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog MINHA CONSTELAÇÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog SOLIDÃO MALVADA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog BEIJO DOCE de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog SOM DE BOTEQUIM de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog NUMA BELA MANHÃ DE SOL E CHUVA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog HOMENAGEM AO DIA DOS PAIS de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UMA GRANDE E BELA PAIXÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog AMORES DESCONEXOS de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog MEU CANTINHO NO MEU SERTÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog VEIAS FORTES DO MEU CORAÇÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UM AMOR DISTANTE de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UM AMOR PURO E VERDADEIRO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog AMOR DE PRIMAVERA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U