A FESTA DA PÁSCOA

A páscoa era a maior festa dos judeus, recomendada por Moisés e celebrada pela primeira vez quando deixaram o Egito. A palavra páscoa significa passagem, ou seja, a passagem dos judeus pelo Mar Vermelho e do anjo que matou os primogênitos do Egito e poupou os Hebreus, cujas casas estavam assinaladas com o sangue do cordeiro. Páscoa é, pois, para os judeus, a comemoração da passagem de Israel do cativeiro para a liberdade. É também a festa anual dos cristãos, onde se comemora a ressurreição de Cristo e é celebrada no primeiro domingo depois da lua cheia do equinócio de março. O cumprimento do preceito pascal, sobretudo quando feito coletivamente.

A Páscoa está inserida na Semana Santa, onde na "Sexta Feira Santa" é celebrada a crucificação de Jesus, e no "Domingo de Páscoa" se celebra a Ressurreição e sua primeira aparição para os seus discípulos. O dia da Páscoa foi estabelecido por decreto do Concílio de Niceia (ano de 325), devendo ser celebrada no domingo, após a primeira lua cheia do equinócio, que ocorre no início da primavera, no hemisfério Norte. A Páscoa, da qual dependem todas as demais festas móveis do ano eclesiástico é uma festa móvel, varia o dia a cada ano e a data é sempre comemorada entre os dias 22 de março a 25 de abril. A Páscoa é comemorada em vários países. Os espanhóis chamam a data de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.

O festejo da Páscoa com ovos de chocolate deixados pelo coelhinho, pulamos no Carnaval; colocamos cinzas na testa na quarta-feira de cinzas e nos penitenciamos durante 40 dias da quaresma. Elsie Dubugras indaga: "Mas será que sabemos por que tudo isso e qual a verdadeira origem desses costumes e rituais"? Essas mudanças são frutos da evolução humana, principalmente a evolução espiritual que é a mais importante de todas. Na época pré-mosaica, festa da primavera de pastores nômades. Uma pesquisa em profundidade foi feita para descobrir a sua procedência, e trouxe respostas das mais interessantes e curiosas. Uma indagação: Você sabia que a festa da Páscoa, não a dos hebreus, mas a de hoje, é uma representação das tradicionais religiosas e pagãs de vários povos desde a remota antiguidade?

Devemos nos lembrar de que o paganismo deriva do latim paganus, 'pagão'+ - ismo, que representa o conjunto dos que não foram batizados. Religião pagã. Outro costume de origem pagã, o coelho como símbolo da fertilidade e fecundidade, apareceu por volta de 1215 na França, derivando-se também dos mistérios babilônicos. Uma mistura de mitologia pagã com a simbologia cristã. Modernamente, o costume pagão de presentear os amigos na Páscoa, continua, mas não mais com ovos de galinha, enfeitados, mas sim com ovos de chocolate.

Este apareceu mais ou menos em 1929, quando este produto começou a ser industrializado em larga escala. São comuns nos dias atuais, presentes na grande mídia que incute no povão ignorante o hábito de dizer "Feliz Páscoa", dando mostra do que se fala sem se saber o que está dizendo. O verdadeiro cristão não comemora o Dia da Páscoa, especialmente a de hoje, que só visa o consumismo, contribuindo para o enriquecimento daqueles que não têm nenhum compromisso com o Evangelho da Salvação. Não precisamos de Páscoa "Porque Cristo, nessa Páscoa, foi sacrificado por nós". (1 Coríntios 5:7). A páscoa é um símbolo, nada mais do que um símbolo.

É o selo aposto por Jesus aos ensinamentos que ministrava por sua palavra. É a confirmação da lei do amor e da união que devem reinar entre os homens. É a suprema lição do Mestre. É o derradeiro e solene apelo por Ele à prática da lei do amor e da união e, portanto, à fraternidade universal, meio único de operar-se a regeneração humana, senda da libertação. No dia da Páscoa, os ovos eram dados aos amigos e a parentes ou escondidos nos jardins e quintais para que as crianças os procurassem.

O ovo também é um símbolo da páscoa, pois representa o começo da vida. Vários povos costumavam presentear os amigos com ovos, desejando-lhes boa passagem para uma vida feliz. Dizia se que o coelhinho deixara os ovos lá... Nos Estados Unidos há um costume interessante: para ter sorte, as pessoas rolam ovos coloridos e pintados nos gramados da Casa Branca, a residência do presidente americano.

Mas como é que o coelhinho entrou nessa história toda? Porque esse simpático animal assemelha-se à lebre que, no Antigo Egito, simbolizava a fertilidade e a periodicidade humana e lunar. Aos poucos, a imagem da lebre chegou à Europa, transformou se em coelho a foi adotada pelo povo. A ressurreição dá ideia de voltar à vida o corpo que já está morto, o que a ciência demonstra ser materialmente impossível, sobretudo quando os elementos desse corpo já se acham desde muito tempo dispersos e absorvidos. Nós espíritas acreditamos na ressurreição do Mestre em Espírito que depois se materializou passando 40 dias e 40 noite até a sua ascensão aos céus. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA AOUVIRCE E DA ALOMERCE





O QUE REPRESENTA À PÁSCOA

Páscoa significa passagem do material ao espiritual, o que resta é só carnal, a ressurreição bendita é real na glória não desdita, o espírito se liberta e ressuscita. Jesus o Cristo, o filho do homem, passa a filho de Deus deixa o espírito encarnado, ressuscitado não morreu. A páscoa vivifica e se eterniza em nossos corações, persas, romanos, judeus e armênios, se tornam filisteus, o mundo cristão encena a paixão de quem não morreu. Cristo nosso irmão mora nos corações dos irmãos seus. A páscoa é reafirmação a vida com amor e esperanças, não de guloseimas e bebidas, mas de preces enternecidas. É esperança, fraternidade, perdão e caridades embevecidas, na destilação do sangue cristianizado emana o divinal.

Espírito superior, puro e redentor das almas perdidas, na páscoa metamorfoseia-se a alma em espírito imortal, o dia sacrossanto se reveste de mudanças e esperanças. Da infelicidade para felicidade, da violência para bonanças, conquistando da mudança partilhando a vida com esperança. Almejar e vencer os percalços e toda sorte de sofrimentos, confirmar o amor unido à vida sem feridas e destronamentos, praticar a caridade pela caridade, investindo na felicidade.

Lutar por um mundo melhor mais humano e não carcamano. Tornar o ser mais ser, no bem querer na dor e no sentimento, viver em constante libertação, ser mais humano, e virtual. É crer na vida que vence a morte, num devenir mais restrito. Colocar a paz, o amor, o perdão, a caridade sem veredito, ofertando o coração aos esquecidos imantado no amor em Cristo. Na charrua da vida que a paz, o perdão, o amor sejam ínclitos, nos corações pequeninos, dos peregrinos fortalecidos na cruz.

Peça de tortura e sofrimento que transformou as trevas em luz. Nesta páscoa nos unamos sejamos humanos no amor com Jesus. Nessa profunda e imensa solidão, luzes são belas e puras sensações, na emoção que deifica o canto de belas aves no vai e vêm sem desdém. A vida sempre esteve a espelhar em nossos corações a fé sem ilusões, na igualdade, ou na indiferença a reavaliação do personalismo é fortalecida pelo bem.  Nosso pensamento em Cristo leva-nos a gloriosa remissão.

No semblante dos irmãos sentimos emoções e encantamentos, a Páscoa se acoplando virtuosa aos nossos corações fortalecendo nossa missão. Emoldurando de forma alvissareira o epicentro de nossos pensamentos e sentimentos. Nós tínhamos sonhos que nos tranquilizavam, encantavam e embelezavam. Nos sentimentos de amor e devoção ilaímos virtudes e comportamentos sensitivos, envolvidos em diluidores encantos no cetro de nossas almas e espíritos enlevavam.

O sono intransigente queria enodoar a vontade sensitiva, no entanto a virtude acalmou os pensativos. Nosso pensamento na Páscoa sempre mais forte, eloquente e verdadeiro, em nosso lar a psicosfera reluzia e anunciava relevância sempre com forte constância. O anúncio da festa reluzia no ar sublime perfume de botão altaneiro, a ressurreição pungente retratava bela e recatada importância. De uma festa, de um povo alegre de fé e de todos os matizes. Judeus, cristãos, muçulmanos se se unem num elo forte venturoso. É a festa que nos traz de volta o Salvador dos felizes e infelizes, que mostra ao mundo que a morte não é o fim, mas a inserção num mundo glorioso.

O símbolo mostra a significação, o candeeiro se transformando em luz brilhante. O Espírito se liberta do corpo sofrido e num esplendor ressurge para pregar o amor. Nossa alegria vira pilotis descortinando na fé oculta que volta fortalecida e instigante, Uma bela borboleta multicolorida dá o sinal que a Páscoa chega com todo fervor.  Feliz páscoa para todos os irmãos, independentes de credo, cor e condição social. Pense nisso!

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-FORTALEZA/CEARÁ

 

Exibições: 156

Últimas atividades


Escritor
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
2 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Manuel Mar
2 horas atrás

Escritor
Manuel Mar compartilhou o post do blog deles em Facebook
5 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Elisiário Luiz
9 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues adicionou uma discussão ao grupo CONTOS, CRÔNICA, PROSA E MUITO MAIS...
13 horas atrás

Escritor
Posts no blog por Antonio Paiva Rodrigues
13 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UMA LINDA NATUREZA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog MINHA CONSTELAÇÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog SOLIDÃO MALVADA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog BEIJO DOCE de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog SOM DE BOTEQUIM de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog NUMA BELA MANHÃ DE SOL E CHUVA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog HOMENAGEM AO DIA DOS PAIS de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UMA GRANDE E BELA PAIXÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog AMORES DESCONEXOS de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog MEU CANTINHO NO MEU SERTÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog VEIAS FORTES DO MEU CORAÇÃO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UM AMOR DISTANTE de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog UM AMOR PURO E VERDADEIRO de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Escritor
Antonio Paiva Rodrigues marcou como favorita a postagem no blog AMOR DE PRIMAVERA de Antonio Paiva Rodrigues
14 horas atrás

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Anna Karenina.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

U